A inovação no setor público é bem-sucedida quando as organizações criam as condições certas para que as pessoas ofereçam novas ideias, assumam riscos e sigam adiante com as ideias mais promissoras. A Accenture captura esses aspectos de inovação no pilar Absorção da nossa estrutura. Entrevistamos profissionais do setor público em 10 países para avaliar como as agências estão administrando a absorção.

Descobrimos indícios positivos de que as culturas organizacionais no setor público são bastante favoráveis e abertas a mais inovação. Cerca da metade relatou que:

  • Há espaço para assumir riscos (47%).
  • Há colaboração entre as divisões dos departamentos, com um número mínimo de silos (54%).
  • A agência é “plana” (49%).
  • As habilidades na força de trabalho são diversas e abertas a pensar de forma diferente (54%).
  • As agências onde trabalham já estão demonstrando forte interação com o ecossistema mais amplo e estão prontas para influenciar - e serem influenciadas por - terceiros (49%).
  • Há apoio moderado à assunção de riscos (49%), sendo que aqueles que assumem risco têm grande prestígio na organização (42%).

RELACIONADO: Desperte a Inovação: Slideshare Um Olhar mais Atento à Absorção

Siga os líderes em inovação no setor público em absorção

Embora não haja dados comparativos de uma pesquisa anterior, esses resultados iniciais são encorajadores. Eles desafiam a “sabedoria convencional” sobre os governos estarem presos às suas rotinas e não estarem abertos a mudanças. Na verdade, nossa análise sugere que a melhor forma de trazer a cultura é simplesmente “inovando”.

Concentre-se nos principais processos - especialmente aqueles que fazem dos pilares execução, impacto e benefícios. Não pense que, para começar, é preciso "consertar" a cultura. Em vez disso, implante o processo de inovação e comece a gerar resultados. Nós acreditamos que a cultura virá junto.

Também descobrimos que uma cultura que apoia a inovação no setor público parece ser indicada por práticas específicas evidentes na maioria das agências pesquisadas. Cerca de três quartos (74%) relataram ter sistemas ou mecanismos de mitigação de risco para gerenciar riscos que podem surgir com os testes de inovação e implantação. Outras 19% dizem que estão considerando adotar esses mecanismos. Um número ainda maior (79%) relatou que as agências onde trabalham têm financiamento voltado à inovação, com outras 10% considerando essa abordagem.

Além disso, as agências promovem culturas inovadoras por meio de comunicações claras sobre por que as ideias estão sendo selecionadas e testadas. Mais da metade (54%) relata o uso de critérios detalhados e objetivos para classificar e escolher os projetos e trabalham para manter seu portfólio de projetos de inovação alinhado aos objetivos estratégicos.

Forty percent das agências reportam ter "em grande escala" "uma comunicação clara e transparente" sobre como as ideias são selecionadas. Outras 57% reportam ter tal comunicação "até certo ponto".

Carlos Pedranzini​​

Diretor Executivo

MAIS SOBRE ESTE TEMA


CENTRAL DE ASSINATURAS
Continue informado com nossa newsletter Continue informado com nossa newsletter