Há muitas etapas entre um nível de maturidade e o seguinte, mas algumas não podem ser ignoradas. A Accenture identificou três etapas principais que os CMOs devem considerar:

Criar agilidade impulsionada por dados

Para que as ativações de marketing tenham êxito, os dados por trás delas devem ter escala, ser acionáveis e rapidamente acessíveis. No entanto, o acesso intermitente a dados e relatórios desarticulados de recursos legados muitas vezes tem limitado os profissionais de marketing.

Isso precisa mudar. Manter-se competitivo significa adotar uma abordagem ágil.

Os profissionais de marketing devem:

  • Estabelecer uma estrutura que lhes permita gerir seus ativos de dados.
  • Trabalhar proativamente com todos os provedores de informações e parceiros terceiros para garantir acesso e controle em tempo real sobre seus dados.
  • Estar capacitados a implementar análises preditivas num ritmo adequado para impulsionar o crescimento dos negócios.
Seventy-eight percent dos profissionais de marketing relatam o uso de dados amplo ou em larga escala em suas organizações — cerca de 2,5 vezes mais do que três anos atrás.

Ampliar o talento de marketing com a inovação digital certa

Toda empresa tem suas tarefas comoditizadas, e com o marketing não é diferente. Como resultado, o talento de marketing é frequentemente dedicado a esses exercícios de baixo valor — esforços que seriam mais bem aproveitados na criação de conteúdo, design de experiência e atividades geralmente mais estratégicas.

A automação pode gerenciar e melhorar tarefas comoditizadas como otimização, preparo de painéis e emissão de relatórios, impulsionando assim a eficiência e, ao mesmo tempo, liberando talentos humanos para trabalhos mais complexos e de alto valor.

Estudo de caso

A Accenture fez uma parceria com uma empresa farmacêutica multinacional para automatizar uma variedade de tarefas relacionadas à apresentação de seu conteúdo digital em todo o mundo. Como parte de um novo modelo operacional integrado, essa automação teve um papel fundamental no aumento da escala das operações de marketing da companhia farmacêutica para atender 40 mercados e mais de 50 marcas.

Os prazos dos ciclos de produção encolheram 30%, enquanto o ritmo de lançamento de novos produtos acelerou mais de 20%. Talvez o mais importante, os profissionais de marketing puderam dedicar mais energia ao trabalho sofisticado de criação de conteúdo de saúde, e os profissionais médicos foram capazes de acessar essas informações mais rapidamente - um resultado saudável em todos os aspectos.

Promover a colaboração entre negócios e tecnologia

À medida que uma empresa cresce e se expande, suas várias funções tendem a desenvolver diferentes objetivos e indicadores chave de performance. Isso cria uma fragmentação interna.

Os consumidores, no entanto, não estão interessados numa experiência fragmentada: eles desejam uma experiência consistente e satisfatória, independentemente de qual plataforma estejam usando.

As organizações devem pensar da mesma maneira. Conforme os clientes adotam novas formas de interagir e experimentar marcas, empresas prontas para o futuro estão indo além de simplesmente melhorar a jornada do cliente. Elas estão se destacando no que chamamos de “Business of Experience”, respondendo às necessidades não atendidas e em evolução.

Essa experiência exige a quebra de barreiras entre as funções — desde o front office até o back office — e o alinhamento dos KPIs para garantir consistência na abordagem da experiência do cliente. Os CMOs devem tirar proveito das novas ferramentas e recursos que apresentam uma imagem clara de como as ativações de marketing contribuem para as conversões do cliente. Ao fazer isso, eles podem estabelecer um novo nível de conectividade entre as funções de front, middle e back-office, apoiado por uma infraestrutura unificada, objetivos comuns e critérios de medição.

15%

dos executivos de marketing pesquisados ​​pela Accenture dizem que a colaboração entre negócios e tecnologia está sendo usada em grande escala em suas organizações.

60%

prevê que tal colaboração será usada em escala daqui a três anos.

À medida que os profissionais de marketing se tornam mais conectados com outras funções, eles se conectam melhor com seus clientes também.

Nigel Gilbert

Managing Director – Marketing Operations

MAIS SOBRE ESTE TEMA

Fast-track to future-ready performance
CX não é mais suficiente

CENTRAL DE ASSINATURAS
Continue informado com nossa newsletter Continue informado com nossa newsletter