Supere a incerteza:
Enfrentando os impactos da Covid-19 nas pessoas e nas empresas

Transforme grandes desafios em mudanças importantes


As companhias precisam enfrentar os desafios financeiros e operacionais do coronavírus além de rapidamente endereçar as necessiades de seus funcionários, clientes e fornecedores.

Esta seção oferece insights especiais de nossos líderes em linha com ações tangíveis que as organizações podem tomar para transformar a enorme complexidade em mudanças significativas.
Leia nossa mais recente perspectiva aqui:


5 Prioridades para ajudar a reabrir e reinventar seus negócios

Arrow down

Impacto na estratégia



A agilidade precisa começar agora


Atualmente, os CEOs deparam-se com fortes desafios competitivos e grandes turbulências à medida que seguem enfrentando os impactos da pandemia da COVID-19. Por necessidade, os CEOs têm priorizado o Novo―a fim de dar apoio às suas equipes, clientes e fornecedores, resolvendo a ruptura do supply chain, estabilizando as receitas, alinhando suas operações às novas demandas e identificando novos caminhos para o crescimento.

Os líderes estão voltando suas atenções rapidamente para o Depois, um período de recuperação econômica sem precedentes e provavelmente tímida, com novas ameaças competitivas e oportunidades, e muito possivelmente uma década de um Nunca Normal, uma nova era definida por rápidos movimentos de mudança em normas culturais, valores sociais e comportamentos, tais como maiores demandas por práticas de negócios responsáveis e propósitos de marca renovados.

Neste cenário difícil, os gestores encaram a urgência e a complexidade de reabrir seus negócios. Para driblar a incerteza, a reabertura também requer um programa de reinvenção. Isto apresenta uma oportunidade―e uma necessidade―para muitas companhias de construir as competências nas quais elas queriam ter investido antes: ser mais digitais, alimentadas por dados, operando na nuvem; ter mais estruturas de custos variáveis, operações e automação mais ágeis, capacidades mais resilientes em e-commerce e segurança. Os líderes deverão considerar estes passos a dar para reabrir como sendo os prioritários na jornada para uma transformação mais ampla.


Arrow down

Impacto na força de trabalho



Preparar pessoas com resiliência para oportunidades


As organizações, globalmente, vêm enfrentando tensões sem precedentes relativas à sua força de trabalho. Virtualmente, todas as empresas ainda estão determinando como trabalhar nos curto e longo prazos, à medida que equipes de trabalho e comunidades tentam funcionar e operar enquanto se esforçam para lidar com o que está acontecendo em seu dia a dia.

Diretores de RH em todos os setores enfrentam o novo desafio: ajudar pessoas e organizações a conviver com enormes mudanças no modo de trabalho, tais como a urgente necessidade de migrar para um modelo de operações remoto a fim de proteger e empoderar os funcionários, atender aos clientes e estabelecer a continuidade dos negócios. Por exemplo, a nova necessidade crítica de comunicação virtual assistencial e de visitação médica.

A expertise dos dirigentes de RH em desenvolver estratégias ágeis para a sua força de trabalho é decisiva a fim de manter viável a economia global e ajudar pessoas e suas famílias a sobreviver financeiramente agora e no futuro. Oportunidades emergem à medida que companhias e indústrias trabalham em conjunto para manter suas equipes operando. Por exemplo, a Accenture aliou-se a líderes de RH de grandes empresas a fim de criar o People + Work Connect, uma plataforma baseada em analytics que facilita a empregabilidade continuada.

Pessoas, organizações e comunidades necessitam, hoje, de planos adequados que possam evoluir quando mudarem a saúde global e o ambiente econômico. Empresas, governos, cidadãos e ONGs, todos desempenham papéis fundamentais no estabelecimento de uma abordagem humana e consciente que promova uma resiliência compartilhada pelos trabalhadores.


Arrow down

Impacto nos clientes



Conexão com os hábitos mutantes dos clientes


O surto do coronavírus forçou as empresas a reavaliar como as centrais de atendimento são alavancadas, como os funcionários entregam experiências relevantes aos clientes, onde estão instalados, e como os canais digitais podem ser usados para garantir a continuidade das operações durante a crise e depois.

A pandemia global da COVID-19 mudou para sempre as nossas experiências―como clientes, empregados, cidadãos, humanos―e nossas atitudes e comportamentos estão se transformando em consequência. A crise altera fundamentalmente a forma como e o que consumidores compram e acelera mudanças estruturais imensas no setor de bens de consumo, por exemplo. Tão logo passe a ameaça do vírus, as companhias precisarão considerar o impacto dessas mudanças no jeito de desenhar, comunicar, construir e operar as experiências que as pessoas necessitam e desejam.

Com estes novos comportamentos emergentes, as organizações têm uma oportunidade de acelerar a pivotagem para o comércio digital, pela expansão de serviços existentes e a criação de novas linhas de serviços, como varejistas se mobilizando para oferecer entregas contactless e drive through para os compradores. Esta aceleração forçará as organizações a reimaginar suas estratégias digitais a fim de capturar novas oportunidades mercadológicas e segmentos de clientes digitais.


Arrow down

Impacto nas operações



Reestruturação para a resiliência global


Com a crise da COVID-19, mudanças fundamentais no comportamento dos consumidores, nas cadeias de suprimento e nos caminhos para os mercados desequilibram as companhias. Reagir à pandemia destacou a necessidade de os líderes acelerarem a adoção de formas ágeis de trabalho e de transformarem a cadeia de valor a fim de ajudar a superar a incerteza.

Tornar-se uma empresa inteligente significa alterar o processo de decisão top-down, empoderar equipes com o direcionamento por propósito, conduzir negócios com base em dados, turbinar com tecnologia e migrar para a nuvem a fim de aumentar a velocidade rumo ao mercado. A ordem é derrubar estruturas rígidas e criar uma organização permeável com módulos 'plug & play'. A Empresa Inteligente é capaz de se autogerir dinamicamente e se adaptar continuamente. É preparada para ser ágil, resiliente e estar pronta para crescer.

A adoção de um modelo global de serviços distribuídos também pode ajudar grandes empresas de vários setores—de óleo e gás a comunicações e mídia—a dispersar riscos empresariais. A automação de tarefas rotineiras com modelos human+machine, onde todos são trabalhadores com conhecimento, também pode ajudar a atender empresas agora e a posicioná-las para crescer após a COVID-19.

E agora, mais que nunca, o supply chain é crítico.
As empresas precisam desenvolver uma resposta rápida a fim de enfrentar as rupturas correntes e readaptar e remodelar as cadeias de suprimento para o futuro por meio do aumento da resiliência e da responsabilidade.


Arrow down

Impacto nas finanças

IMPACT ON  FINANCE


Construção de recursos para aproveitar novas oportunidades


Diante da crise da COVID-19, os líderes têm tido que agir rapidamente para otimizar a resiliência das suas empresas—equilibrando risco e liquidez, enquanto avaliam oportunidades de crescimento que deverão surgir após a retração. As viabilidades corrente e futura dependem da ação imediata da alta direção, inclusive ações de curto prazo para a estabilidade e movimentos estratégicos que criarão novos futuros para companhias e setores.

Ação imediata é necessária a fim de enfrentar desafios de liquidez de curto prazo, mas também para resolver custos e rentabilidade e gerar fundos para investir em novas oportunidades, incluindo F&A. Muitos CEOs encaram vendas e receitas em queda livre e custos em alta. Intervenções para adaptação podem requerer investimentos em tecnologias-chave, processos e pessoas. Para alguns, a liquidez tornou-se caso de sobrevivência;

Ações empreendidas agora podem ter um impacto imediato na sobrevivência da empresa, tão logo ela se recupere da recessão global, e suas saúde financeira e sustentabilidade evoluam.


Arrow down

Impacto na tecnologia



Foco na tecnologia para reforçar o sucesso


Mesmo antes da COVID-19, muitas organizações enfrentavam consideráveis desafios de TI. Agora, a COVID-19 empurra as companhias para rapidamente operar em novos modos, e a TI está sendo testada como nunca foi antes.

Na medida em que as empresas encaram uma gama de novas prioridades e desafios de sistemas―riscos de continuidade dos negócios, abruptas mudanças de volumes, tomadas de decisão em tempo real, produtividade das equipes de trabalho, riscos de segurança―os líderes precisam agir rápido a fim de endereçar questões imediatas de resiliência de sistemas e lançar uma fundação para o futuro. Líderes na indústria química, por exemplo, reconhecem a resiliência como fator-chave para o sucesso.

Uma vez que ultrapassemos esta pandemia, será importante estabelecer estratégias de longo prazo para uma maior resiliência e a fim de aplicar lições aprendidas com a experiência para criar um roteiro de sistemas e talentos que prepare melhor a sua empresa para futuras disrupções.





Arrow down

Impacto nos setores econômicos



Transformando enormes desafios em mudanças significativas


Todos os setores foram impactados pela crise da COVID-19, com graus de intensidade variados. Alguns têm defesas mais fortes, enquanto outros lutarão para retornar a um "normal" em constante movimento.

Padrões de consumo estão mudando, cadeias de supply chain estão se rompendo e permanecendo sob pressão, e diferentes regiões, mercados e governos estão respondendo unicamente à crise da COVID-19. As empresas precisam se adaptar continuamente às novas e incertas condições de mercado. Informados por meio de conversas diárias com nossos clientes, nós oferecemos aconselhamento setorial específico sobre o que os líderes deveriam considerar fazer agora e depois.


CENTRAL DE ASSINATURAS
Continue informado com nossa newsletter Continue informado com nossa newsletter