Resumo

Resumo

  • A pandemia aumentou a pressão sobre as equipes de liderança para fornecer valor financeiro e impacto social e ambiental para todas as partes interessadas.
  • Para construir organizações verdadeiramente sustentáveis ​​e equitativas, as empresas devem fortalecer seu “DNA de sustentabilidade”.
  • Empresas com um DNA de sustentabilidade sólido têm maior probabilidade de gerar retornos financeiros mais elevados do que os seus pares.
  • O que fazer agora? É preciso transformar valores responsáveis ​​em resultados sustentáveis, definir intervenções e promover mudanças.


Valor duradouro para todas as partes interessadas

Em colaboração com o Fórum Econômico Mundial

Quando a Accenture entrevistou executivos no auge da pandemia, 73% deles reconheceram como a principal prioridade de sua organização “tornar-se uma empresa verdadeiramente sustentável e responsável” nos próximos três anos.

Mas como eles podem transformar essa motivação em valor e impacto?

Em nosso estudo anterior, Seeking New Leadership, identificamos 5 qualidades de liderança que os executivos precisam para guiar suas empresas no futuro.

A mudança começa com os cinco elementos da liderança responsável

Inclusão de Participações, Emoção e Intuição, Missão e Propósito, Tecnologia e Inovação, Intelecto e Insight

Mas apenas essas qualidades de liderança não são o suficiente. Elas devem ser traduzidas em mudanças comportamentais, fundamentais para que as empresas atendam às crescentes expectativas dos envolvidos. Porém, muitas vezes, essa mudança é superficial, pois os líderes não incorporam totalmente em toda a organização. Isso geralmente se deve a uma falsa suposição de que objetivo e lucro estão em conflito.

Organizações sustentáveis ​​entregam maior valor e impacto

O desenvolvimento de práticas e capacidades de gestão para moldar organizações sustentáveis ​​faz mais do que gerar impacto ambiental, social e de governança (ESG). Ao construir relacionamentos sólidos e mutuamente benéficos, as equipes de liderança também podem impulsionar o desempenho financeiro.

Empresas com DNA de sustentabilidade mais sólido são mais propensas a entregar valor financeiro e um impacto positivo na sociedade e no meio ambiente

Como construir uma organização sustentável

Nossa nova análise descobre que os líderes que incorporam os 5 elementos são mais propensos a impulsionar mudanças organizacionais fundamentais, fortalecendo seu DNA de sustentabilidade – as práticas, sistemas e processos de gestão que todas as pessoas devem seguir em toda a organização para mudar comportamentos e capacidades para tomada de decisões.

Três barreiras que impedem o foco real nas partes interessadas
Relacionamentos
As organizações não conseguem entender profundamente as necessidades e desejos das partes interessadas.
 
Insight
As equipes de liderança lutam para incorporar as perspectivas das partes interessadas à tomada de decisões.
Responsabilidade compartilhada
As equipes de liderança são incapazes de impulsionar a responsabilidade pela operação sustentável em toda a organização.
O DNA de sustentabilidade aborda os desafios, permitindo três tipos principais de mudança comportamental:
Conexões humanas
Compreender e defender os valores e necessidades das diversas partes interessadas em todo o ecossistema de negócios.
 
Inteligência coletiva
Práticas que ajudam as organizações a tomar melhores decisões centradas nas partes interessadas.
Responsabilidade em todos os níveis
Tornar a criação de valor para as partes interessadas um requisito em todos os níveis da organização.
 
 

Decodificar o DNA da sustentabilidade

A maioria das empresas precisa fortalecer seu DNA de sustentabilidade

Classificamos quase 4.000 empresas com base em seu DNA de sustentabilidade, como parte de nosso Índice de Organizações Sustentáveis. Em média, as empresas pontuam 52, de 0 a 100, destacando a oportunidade para equipes de liderança que buscam gerar valor e impacto. A força do DNA de sustentabilidade de uma empresa é fundamental para sua capacidade de operar de forma lucrativa e consciente.

  • As empresas têm melhor desempenho em ouvir suas partes interessadas (conexões humanas pontuação 57)
  • Elas são mais fracas em transformar insights sobre as perspectivas das partes interessadas em ação (pontuação de inteligência coletiva 47)


Partes interessadas no centro

Uma organização verdadeiramente sustentável não pode ser moldada no vácuo. Uma estratégia de sustentabilidade deve se basear na construção de relacionamentos mais próximos e no fechamento das lacunas de percepção entre executivos e outras partes interessadas.

Para isso, as equipes de liderança devem fortalecer o DNA de Sustentabilidade de sua organização para reunir os insights necessários e garantir tomadas de decisão robustas, informadas e dinâmicas – aliadas à transparência e comunicação que os stakeholders exigem. Entenda como construir um consenso com as partes interessadas em nosso novo relatório.

A sustentabilidade começa aqui. Três ações para impulsionar a mudança

O que ações práticas as equipes de liderança podem tomar para fortalecer seu DNA de sustentabilidade? Recomendamos que as organizações se comprometam com um ciclo contínuo de ações que gerem valor para todas as partes interessadas.

Definir

Identificar o que precisa ser mudado para atender aos objetivos de sustentabilidade de sua organização e quem é fundamental para que isso aconteça.

Desenvolver

Construir um roteiro para mudanças com um conjunto claro de KPIs para medir seu sucesso no fortalecimento de seu DNA de sustentabilidade.

Veja todas

Ellyn Shook

Chief Leadership & Human Resources Officer – Accenture


Peter Lacy

Global Sustainability Services Lead & Chief Responsibility Officer


Christie Smith

Lead – Talent & Organization/Human Potential


Matthew Robinson

Managing Director – Accenture Research

MAIS SOBRE ESTE TEMA

Measuring sustainability. Creating value.
Activating responsible leadership
Em busca de uma liderança responsável

Nossos líderes

CENTRAL DE ASSINATURAS
Continue informado com nossa newsletter Continue informado com nossa newsletter