RELATÓRIO DA PESQUISA

Resumo

Resumo

  • Pressões atuais vão além da busca contínua e tradicional por eficiência e redução de custos.
  • Historicamente, indústrias química e recursos naturais são inovadoras e líderes em tecnologia de operação e seguidoras e adotantes tardias em outras.
  • Há um gigante potencial financeiro com a aplicação da tecnologia 5G e as empresas já precisam começar a explorar seu benefício.
  • O artigo explora 4 frentes de aplicação da nova tecnologia: Planta Inteligente, Operação Inteligente, Trabalhador Conectado e Produto Conectado.


As indústrias química e de recursos naturais vem obtendo uma performance excepcional desde o início da crise ocasionada pela COVID-19. Por outro lado, o mercado consumidor está cada vez mais exigente. A busca por matérias-primas e bens de empresas de empresas que investem de forma responsável, genuína e crescente na sua força de trabalho e em temas correlacionados a meio ambiente, saúde e segurança está cada vez maior e tem sido um fato de decisão relevante.

Os esforços recentes apontam para várias áreas-chave onde as empresas podem buscar mudanças mais profundas e duradouras. Isso inclui repensar o trabalho e a força de trabalho, conectar e estender a cadeia de valor, além de promover um claro senso de propósito. Adicionalmente, operações automatizadas têm o potencial de reduzir o consumo de combustível, as emissões de gases de efeito estufa, o consumo e o desperdício de água e energia.

3%

dos equipamentos móveis da indústria são atualmente autônomos.

15%-30%

é estimado de ganho para melhorias de produtividade na concepção de operações autônomas.

Como primeiro passo é importante entender os obstáculos existentes para colocar o 5G em prática. Dentre os muitos destacamos a que é necessário que provedores disponham de serviços com menor latência e maior confiabilidade longe dos grandes centros urbanos em um país de grandes extensões. Olhando para dentro da a empresa, esta deve ser capaz de integrar a nova capacidade na infraestrutura e arquitetura existente.

Para aproveitar as vantagens da tecnologia 5G as empresas precisarão melhorar sua capacidade de gerenciar dados em tempo real em quantidades muito maiores do que tradicionalmente. A inteligência artificial em combinação com IoT pode ser capaz de auxiliar no monitoramento da planta e atuar na segurança local, detectando pequenas mudanças relevantes nas imagens.

Como ponto de partida para adoção do 5G é necessário entender o cenário atual da empresa e revisar seus pilares estratégicos que devem buscar responder a questões chave sobre os objetivos do negócio. Será uma jornada de transformação e as empresas devem buscar o modelo de implementação que atenderá oportunidades atuais sem deixar de lado as necessidades do amanhã.

Sobre os autores

Flávio Alves

Líder Brasil para Químicos e Recursos Naturais Accenture


Cristiano C. Soares

Managing Diretor Líder de Tecnologia para as Indústrias Química e Recurso Naturais


Paulo Tavares

Líder para 5G e Cloud First Network na Accenture para América Latina


Wilson Marcondes

Associate Director Líder de Vendas de Serviços de Infraestrutura


José Marcelo Vilela

Associate Director – Strategy and Consulting, Brazil


Constantino Seixas

Industry X – Digital Manufacturing & Operations Latam Lead

MAIS SOBRE ESTE TEMA

O futuro das operações autônomas na mineração
Reinvenção do setor de produtos florestais

CENTRAL DE ASSINATURAS
Continue informado com nossa newsletter Continue informado com nossa newsletter