RELATÓRIO DA PESQUISA

Resumo

Resumo

  • O setor de mineração vislumbrou um futuro onde os interesses empresariais, humanos e ambientais não são concorrentes, mas pontos fortes complementares.
  • Um futuro "Triplo Zero" com dano zero, perda zero e desperdício zero está centrado na aproximação dos negócios por meio do modelo de economia circular.


Perceber esse futuro não é fácil. Ele exige tecnologias digitais — incluindo inteligência artificial (IA), análises, cadeias de suprimentos conectadas, IdC e muito mais — e a computação em nuvem é primordial no uso bem-sucedido dessas tecnologias. A nuvem não é algo novo. Há muito tempo ela anuncia custos mais baixos, maior elasticidade e inovação para as organizações. E aproximadamente 85% das empresas de mineração e metais adotaram a nuvem de alguma forma. Mas a maioria parou de abraçar a total promessa da tecnologia em nuvem para acelerar a estratégia de negócios e impulsionar a transformação digital. Em seguida, a pandemia do COVID-19 veio e, de repente, a nuvem tem um papel claro e importante a desempenhar à medida que as empresas trabalham para superar a incerteza.

Em meio a circunstâncias inusitadas e desafiadoras, uma tecnologia robusta e habilitada por capacidades de nuvem pode ajudar a superar os obstáculos e promover uma reação rápida nos cenários de negócios em constante mudança.

Deste modo, é possível desenvolver novas formas de trabalho —tais como análises automatizadas de vídeo, ações preventivas de segurança para evitar acidentes e otimização de processos de forma inteligente – por meio de gêmeos digitais, sensores e planejamento integrado.

A Nuvem não é mais uma opção. É uma necessidade.

Flávio Alves

Líder Brasil para Químicos e Recursos Naturais Accenture


Eduardo Vitiello

Líder de Cloud para Mineração, Metais e Siderurgia no Brasil


Claudio Aballo

Lider de Tecnologia para Mineração, Metais e Siderurgia no Brasil

MAIS SOBRE ESTE TEMA

O futuro das operações autonomas na mineração
Reinvenção do setor de produtos florestais

CENTRAL DE ASSINATURAS
Continue informado com nossa newsletter Continue informado com nossa newsletter