Change. To the letter.

Lisa O’Conner

Global Security R&D Lead

EUA

Segurança com pioneirismo

Como inspirar mulheres a seguirem carreiras em segurança cibernética.

O termo "segurança cibernética" ainda não era conhecido quando Lisa O’Connor se formou pela Lehigh University. Naquela época, também não era comum mulheres se formarem em engenharia elétrica. Porém, assim mesmo, Lisa era uma das nove mulheres de uma turma com 180 alunos. Obviamente, a segurança cibernética hoje é um dos segmentos mais aquecidos em tecnologia da informação, com uma taxa de desemprego negativa à medida que a demanda por talentos cibernéticos excede em muito a oferta. Porém, o desequilíbrio entre gêneros permanece. No mundo, as mulheres ocupam apenas um a cada cinco empregos em segurança cibernética * - perdendo oportunidades de carreira em um campo que implora por participação. Trata-se de uma discrepância que Lisa- que recentemente foi indicada para integrar as listas das 100 Mulheres Mais Influentes em Tecnologia, da Technology Magazine, e das 25 Mulheres Líderes em Segurança Cibernética da The Software Report – se esforça para mudar através de seu cargo como Diretora Executiva e Pesquisadora em Segurança Cibernética na Accenture Labs.

A escalada pode parecer uma fonte improvável de ideias sobre segurança cibernética, mas é o lazer favorito de Lisa que se vale dessa experiência para atrair o interesse de mulheres para esse trabalho. “Para escalar bem é preciso estar bem preparada e ser uma ótima solucionadora de problemas. A trajetória inteira tem a ver com resolver problemas e trabalhar para chegar até o topo da montanha. Ao se deparar com um novo desafio, você precisa tentar novas formas de fazer as coisas e, assim, superar qualquer obstáculo”, afirma Lisa. O mesmo vale para a segurança cibernética. A realidade é que sempre haverá novos desafios e, para ela, isso torna as coisas mais empolgantes. Na Accenture Labs, ela diz que os desafios cibernéticos mais difíceis são escolhidos, pois levam a equipe a aplicar uma nova ideia e desenvolver novas técnicas. Um dos nossos pontos mais fortes é a diversidade, visto que todos trazem ideias diferentes para os desafios. Ao representar a Accenture, Lisa leva a sua voz e liderança para o Fórum de Mulheres Executivas, que tem como objetivo preparar mulheres para os setores de Segurança da Informação, Gestão de Riscos e Privacidade em TI, ampliando o gênero de líderes no mercado de tecnologia.

Quer ter um trabalho como o da Lisa? Conheça as carreiras em segurança cibernética.

*De acordo com o Cybersecurity Guide, de 18 de março de 2021.

Fique conectado

Junte-se à nossa equipe

Busque oportunidades de emprego que correspondam às suas habilidades e interesses. Procuramos pessoas proativas, curiosas, criativas e que saibam trabalhar em equipe para encontrar soluções.

Mantenha-se atualizado

Fique informado com dicas que você poderá usar hoje mesmo sobre carreiras, perspectivas do pessoal interno e percepções de ponta setoriais - tudo vindo de quem trabalha aqui.

Fique conectado

Receba alertas sobre vagas, as últimas notícias e dicas do pessoal interno adaptadas às suas preferências. Veja quais oportunidades empolgantes e gratificantes o aguardam.

Veja todas