Alexander Remigio

No Mês da Consciência Negra, Alexander Remigio, gerente de Technology de Recife, fala sobre sua jornada de carreira e preconceito.

"Comecei minha jornada profissional em 2012 quando ingressei no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e tive a convicção desde o início de que era exatamente o que eu queria fazer. Já no terceiro período da graduação, comecei a aplicar para algumas vagas de estágio e fui convidado para participar de processos seletivos. Aos 19 anos, periférico, preto e de cabelo black, naquele momento da vida, tive que fazer uma escolha que hoje acredito que poderia ser diferente, mas cortei o cabelo para ir ao processo e, no fim das contas passei.

Construí a carreira passando por algumas consultorias de TI, atuando com Business Intelligence, mas sempre questionando se seria possível desenvolver minha carreira além da posição técnica, me desenvolver como liderança, me tornar um executivo de uma empresa, pois praticamente não via pessoas pretas nestas posições em nenhuma das empresas pelas quais passei. Consigo me lembrar de apenas um gerente preto nestes oito anos de carreira (anteriores à Accenture). Então, o que me faria especial já que, aparentemente, era praticamente impossível chegar nestas posições?

Para responder a esta pergunta, sugiro que escutem "Racionais MC's - A vida é desafio". Essa música representa muito do que penso sobre a vida, carreira e possibilidades para um jovem preto e periférico. As poucas possibilidades que temos, passam por sonhar, acreditar e lutar, pois como minha mãe costuma dizer: "Não nos sonharam". Até este momento da minha carreira, tinha total convicção de que fato "não nos sonharam", pois tudo que tinha visto até aquele momento, deixava claro que só haveria espaço pra mim até um determinado limite.

No final de 2019, ingressei na Accenture como Consultor Sênior e comecei a mergulhar neste mundo gigantesco e diverso. Tive experiências incríveis desde que cheguei aqui e conheci pessoas maravilhosas. Dentre todas as coisas que vi aqui, desde que cheguei, o que mais me chamou a atenção foi o cuidado com as pessoas. A Accenture respira, fala e pensa nisso o tempo todo. E no meio destas conversas e ações, tive meu primeiro contato com o Color Brave, no início de 2021, quando a Claudinha Garcia fez uma apresentação muito emocionante sobre a iniciativa, mostrando onde nós estávamos no que diz respeito à equidade racial na empresa, onde queremos chegar, quais as ações que já estavam em andamento e claro, deixando um convite aos que queriam engajar-se. Ué, existe outra opção além de mergulhar nisso?

Lembro que estava num momento de especial, com responsabilidades bem maiores, já vislumbrando o próximo nível de carreira e comecei a participar das ações do Color Brave. Foi onde conheci pessoas maravilhosas, conheci diretores negros, gerentes seniores e vi um mundo de possibilidades. Participei de conversas sobre a nossa população na empresa, ações de equidade, desenvolvimento de carreira de pessoas pretas e etc. Pude ver/participar de muito perto do envolvimento da alta liderança da empresa com o tema e acreditar que é uma pauta importante para a companhia.

E para entenderem porque mencionei o fato de ter cortado o cabelo lá no início. Deixei o cabelo crescer novamente, pois foi o primeiro lugar onde senti confiança e acolhimento, que não seria julgado ou olhado de forma diferente enquanto profissional ou liderança. E, por mais simples que isso possa parecer, me traz um sentimento inexplicável em relação à identidade e aceitação na sociedade enquanto jovem negro.

Na continuação desta história, aconteceu no final de 2021 a minha promoção à Gerente, depois de 2 anos na Accenture. Mas isso é só o começo..."

Fique conectado

Junte-se à nossa equipe

Busque oportunidades de emprego que correspondam às suas habilidades e interesses. Procuramos pessoas proativas, curiosas, criativas e que saibam trabalhar em equipe para encontrar soluções.

Mantenha-se atualizado

Fique informado com dicas que você poderá usar hoje mesmo sobre carreiras, perspectivas do pessoal interno e percepções de ponta setoriais - tudo vindo de quem trabalha aqui.

Fique conectado

Receba alertas sobre vagas, as últimas notícias e dicas do pessoal interno adaptadas às suas preferências. Veja quais oportunidades empolgantes e gratificantes o aguardam.

Veja todas
Subscribe to Accenture's Deixar o cabelo crescer na empresa me trouxe confiança e acolhimento Blog Subscribe to Accenture's Deixar o cabelo crescer na empresa me trouxe confiança e acolhimento Blog