RELATÓRIO DA PESQUISA

Resumo

Resumo

  • A pandemia já pode ser vista como um divisor de águas na evolução do setor bancário, graças a uma convergência de tendências que reformulam o setor.
  • Com isso, os bancos se tornaram mais proativos, mais adaptáveis e inovadores. Além disso, passaram a questionar suas suposições de longa data.
  • Em vez de olhar para trás e avistar seu progresso, é mais provável que, hoje, os bancos olhem para as oportunidades que estão por vir.
  • Identificamos as 10 principais tendências com grandes chances de serem as mais influentes na disrupção do setor bancário em 2022.


"Vejo um futuro incrível para o setor bancário. Vejo isso como uma descontinuidade, um ponto no tempo que vamos reconhecer, olhando para trás, como o momento em que tudo mudou fundamentalmente. Será um mundo diferente daqui para frente."

— MICHAEL ABBOTT, Senior Managing Director – Global Banking Lead

A história é rica em momentos considerados divisores de água e, na grande maioria, só ficam evidentes quando observados em retrospectiva. Para os bancos, no entanto, a pandemia é um momento que pode ser observado em tempo real.

Os bancos em 2021 abandonaram a postura reativa que haviam assumido após a Grande Recessão. Eles se tornaram proativos e começaram a questionar muitas suposições de longa data. Eles descobriram que poderiam se transformar muito mais rápido e radicalmente do que supunham.

Eles também estão mundando o foco de suas inovações digitais, que deixaram de ser aprimoramentos para invenções por completo. Os sinais destas mudanças estão por toda parte e assim, os bancos estão abandonando suas mentalidades antigas para reimaginar o setor bancário a partir de uma página em branco.

Michael Abbott, líder global em banking, vem estudando de perto as forças que fizeram da pandemia um divisor de águas. Estas são as 10 tendências que ele vê prontas para moldar o setor bancário em 2022.

As 10 maiores tendências bancárias para 2022

1. Todo mundo quer ser um "superapp"

Os "superapps" estão dominando mais aspectos do mundo digital e da interação humana. Os bancos devem escolher entre competir ou colaborar.

2. O Verde se torna realidade

À medida que as preocupações com ESG crescem, os bancos são encorajados a serem guardiões do planeta. Haverão custos, mas os retornos valerão a pena.

3. A inovação está de volta

Para acompanhar as fintechs e outros concorrentes, os bancos estão redescobrindo sua postura criativa e fazendo uma pergunta simples: “Por que não?”

4. Compre Agora e Pague Depois

Produtos “gratuitos” e empresas "Compre Agora" e "Pague Depois" forçam os bancos a serem mais transparentes e criativos com estruturas de taxas.

5. O cérebro digital recebe um coração carinhoso

Os bancos procuram maneiras de ter conversas significativas com clientes no espaço digital. Tecnologias como IA ajudam a formar conexões mais humanas.

6. Moedas digitais amadurecendo

Com as criptomoedas em ascensão, experimentos como as moedas digitais ganham força. A busca continua por cases que comprovem os benefícios econômicos.

7. Operações inteligentes colocam o zero na mira

A IA e o aprendizado de máquina no setor bancário superam os humanos em algumas tarefas. A sua aplicação diminuirá os desperdícios nas operações.

8. Pagamentos: em qualquer lugar, a qualquer hora e de qualquer maneira

A próxima revolução de pagamentos resultará de redes abertas, o que capacita os bancos a reimaginar suas ofertas de pagamentos para clientes exigentes.

9. Os bancos pegam a estrada novamente

Em 2022, a busca por crescimento incluirá os mercados internacionais. A expectativa é que esses players procurem bancos preparados para agir.

10. A guerra por talentos se intensifica

A pandemia interrompeu a cadeia de suprimentos do ativo mais crítico dos bancos: o talento. Os vencedores se transformarão em empregadores.

Veja todas

Você pode encontrar mais detalhes no relatório completo das 10 principais tendências bancárias para 2022.

Você pode encontrar mais detalhes no relatório completo das 10 principais tendências bancárias para 2022. Michael Abbott e Alan McIntyre discutem os acertos e erros das nossas 10 tendências dos anos anteriores. Assista ao vídeo abaixo e divirta-se.

As 10 principais tendências do Accenture Banking: uma retrospectiva

Ver a transcrição

Perguntas frequentes

Acreditamos que o surto de COVID-19 foi um ponto de inflexão para o setor. O futuro específico do setor bancário é impossível de prever, mas muitas das forças mais poderosas que moldam esse futuro podem ser rastreadas de perto. Eles incluem a influência de ferramentas digitais como aprendizado de máquina e criptomoeda, o papel de pessoas de fora do setor na condução da inovação bancária e a crescente disposição dos bancos de desafiar suas próprias suposições mais profundas.

Disrupção digital, aumento da concorrência, mudanças regulatórias e flutuações econômicas pós-pandemia são questões importantes no setor bancário hoje. Os vencedores de amanhã tomarão medidas para não apenas mitigar ou gerenciar esses problemas – eles encontrarão maneiras criativas e disruptivas de resolvê-los de forma proativa.

Entre outras aplicações, a inteligência artificial (IA) pode ajudar os bancos a fornecer aconselhamento personalizado aos clientes em escala, agregar e analisar dados dos clientes para obter insights e melhorar a eficiência das operações de middle e back-office.

CENTRAL DE ASSINATURAS
Continue informado com nossa newsletter Continue informado com nossa newsletter