reinvent Marquee
Construir com Confiança
DESCER

Reinventar a Internet para Proteger a Economia Digital

A Internet está a crescer com fragilidades

Desde a sua introdução, a Internet tem sido um pilar fundamental do mundo moderno, um catalisador para uma maior conectividade e inovação que continua a evoluir e a impulsionar o crescimento económico.

No entanto, atualmente a Internet enfrenta vários desafios. Cibercriminosos ameaçam a segurança da economia digital, que se torna mais frágil a cada ataque. A Internet, que já foi uma ferramenta para partilha de informação e comunicação, tem-se tornado cada vez mais complexa, e o ritmo da inovação supera a capacidade de mantê-la segura. A confiança na nossa economia digital está em perigo, e coloca em risco um valor significativo.

Para os CEOs, a tarefa é clara: Construir uma economia digital de confiança que garanta um futuro de prosperidade.

As apostas são altas. Descobrimos que uma economia digital de confiança pode estimular um crescimento adicional de 2,8% nas grandes organizações durante os próximos cinco anos, o que se traduz em 5,2 biliões de dólares em oportunidades de criação de valor para a sociedade como um todo. Os CEOs podem aproveitar esta oportunidade e construir uma nova economia digital baseada na confiança. Veja como.

Perceber o valor de uma
economia digital de confiança

Porquê os CEOs?

A nossa pesquisa mostra que os líderes empresariais têm a influência necessária para lidar de forma colaborativa com estas questões abrangentes. Estão numa posição única para ajudar a proteger a economia digital, melhorando a governance global da Internet. Adicionalmente, estão equipados para proteger o seu ecossistema de parceiros e adotar tecnologia de ponta para suportar uma Internet segura.

Já foram feitos esforços por parte dos líderes empresariais para garantir uma maior confiança na nossa economia digital, e muitos CEOs acreditam ter dado respostas para resolver o problema. Os dados mostram que aumentaram os investimentos na área da cibersegurança e conseguiram ter mais successo com a resposta para algumas das ameaças, mas também houve falhas evidentes, com novas ameaças a surgir constantemente. É necessária uma nova abordagem proativa de cima para baixo. A oportunidade de reconstruir um ecossistema confiável existe - os CEOs podem assentar a primeira pedra.

Diagnosticar o problema:
Uma Internet insegura

Examinar os danos

Os CEOs que desejam inovar com confiança devem considerar tornar a segurança da Internet uma força impulsionadora no seu modelo de negócio. Ao fazê-lo, vão poder aproveitar a sua vantagem exclusiva e obter mais informação sobre onde e porquê a Internet se tornou frágil. Embora alguns dos problemas se devam a um panorama digital em constante evolução, outros desafios estão dentro da infraestrutura da Internet.

Inicialmente, as preocupações de segurança para a Internet eram focadas na prevenção de falhas físicas, não nas questões complexas de hoje (identidade e veracidade de dados, hiperconectividade trazida pela Internet das Coisas (IoT) e aumento da fragmentação digital). Em vez disso, a Internet foi desenvolvida para permitir altos níveis de anonimato, partilha de dados e redundância - e todos exigem uma base de confiança. Para manter a economia digital segura, os executivos vão precisar de abordar as seguintes questões:

Falhas
inerentes

Falhas inerentes

A Internet não foi criada com a conectividade em mente. Foi desenvolvida para permitir anonimato, partilha de dados e redundância, e todos exigem confiança.

Identidade e
Veracidade de Dados

Identidade e Veracidade de Dados

É crescente o fenómeno de conteúdo acima do contexto. Os utilizadores da Internet são menos capazes de descobrir a origem e a validade dos dados.

O Efeito IoT

O Efeito IoT

Embora o IoT ofereça muitas oportunidades, também aumenta a vulnerabilidade das organizações a ataques e violações de dados.

Fragmentação
digital

Fragmentação digital

O aumento da fragmentação, alimentado em parte por preocupações com a segurança, poderia por si só impedir o crescimento económico global. futuro.

Reformular o modelo

ACIMA DA SUPERFÍCIE
Standards e boas práticas

ABAIXO DA SUPERFÍCIE
Investimentos em tecnologia

Construir confiança de cima para baixo

Os CEOs devem demonstrar liderança decisiva e, por vezes, pouco convencional, para restaurar a segurança na economia digital. Como exemplo, eles devem seguir a indústria de oil & gas. Dessa forma, podem em breve começar a planear como reiventar a internet para uma versão com confiança, o que vai exigir soluções acima e abaixo da superficie.

Os executivos da indústria de oil & gas geralmente concentram-se em descobrir como retirar produto do subsolo – algo que se resume à engenharia subterrânea. No entanto, também precisam de estar atentos aos problemas que ocorrem à superfície, desde a estratégia à política, passando pela macroeconomia. Os CEOs precisam de demonstrar a capacidade para resolver problemas técnicos, e ao mesmo tempo, abordar as questões relacionadas com preços, oferta e procura, e outros fatores que se enquadram na categoria de modelos operacionais e de negócio. No que respeita a garantir a economia digital, o setor de oil & gas é uma excelente analogia para os CEOs. Atualizar a infraestrutura da Internet abaixo da superfície para acompanhar o ritmo da inovação é obviamente importante, mas muitos dos desafios e oportunidades para os CEOs ocorrem acima da superfície. Soluções de segurança, execução de estratégias de cibersegurança, modelos operacionais alimentados pelo digital - todas estas questões são da responsabilidade dos líderes.

Três etapas que os CEOs devem considerar:

Acima da Superficie

Governance.
Unir forças com outras organizações pela governance global.

01.

Liderar o desafio da governance e administração da Internet:

Quando os líderes perceberem que dar prioridade a uma economia digital confiável é vantajoso para todos, empresas, consumidores e governos vão beneficiar. Os C-levels devem unir-se para criar um código de conduta ética para cada indústria e padrões baseados em bons princípios para a segurança da Internet.

Arquitetura de
negócio.

Conectar e proteger com um modelo baseado em confiança digital.

02.

Incorporar segurança na
arquitetura do negócio:

Quando a segurança é um requisito fundamental na cadeia de valor da empresa, de fornecedores a clientes, os seus parceiros de negócio não vão tornar-se a sua maior vulnerabilidade. Com esta abordagem, a segurança não é um recurso "adicional" para produtos e serviços. Por isso os CEOs devem incluir a segurança na sua visão de negócio, desde as primeiras etapas de desenvolvimento.

Abaixo da Superfície

Tecnologia.
Desenvolver o negócio e melhorar a segurança.

03.

Abordar as vulnerabilidades
da tecnologia da Internet:

Para alguns, as deficiências técnicas da infraestrutura da Internet são o “elefante na sala”. No entanto, com a orientação fornecida pela nossa pesquisa, os líderes empresariais podem exercer a sua influência para abordar essas questões. E a comunidade de tecnologia vai poder então realmente comprometer-se a fortalecer não apenas a segurança nos dispositivos, mas também as redes e os protocolos básicos da Internet.

Proteger as fundações

Os benefícios de uma economia de Internet segura e de confiança são claros.

Os CEOs têm agora a oportunidade de impulsionar mudanças significativas e desenvolver uma base de confiança para a economia digital do futuro. Infelizmente, apenas um ataque é o suficiente para danificar uma organização.

A ação dos CEOs - conduzidas acima da superficie e que influenciam abaixo da superficie- são importantes. Unindo forças com outros CEOs, os líderes do setor público e reguladores, podem desenvolver as diretrizes e mecanismos de supervisão necessários. Protegendo a sua própria organização e estendendo a proteção através da cadeia de valor, vão salvaguardar o ecossistema de negócios. Ao adotar e desenvolver tecnologias que podem impulsionar os seus negócios e aperfeiçoar a segurança digital, a interação dos CEOs pode gerar uma reviravolta na confiança da Internet e garantir o futuro da economia digital.

Sobre a pesquisa

A nossa pesquisa revela ações concretas para os CEOs construírem uma Internet mais segura e de confiança, garantindo uma economia digital mais segura.

30

experts em tecnologia entrevistados, incluindo líderes empresariais, especialistas e profissionais.

1,700

executivos C-level inquiridos.

4,700

grandes organizações globais modeladas.

11,418

transcrições de S&P globais analisadas.

Documentos de suporte

Descubra como os líderes podem tomar ações concretas de forma colaborativa para construir uma Internet segura e garantir o futuro da economia digital.

Securing the Digital Economy PDF Cover

Relatório completo

Descubra mais na nossa pesquisa.

5 minutos de leitura

SlideShare

Short on time? Here's your five-minute primer.

Securing the digital economy PDF cover for slideshare

Opens the PDF full research report in a new window.  Ver    

5 minutos de leitura

Infografia

Os factos principais.

Securing the digital economy PDF cover for infographic

Opens the PDF full research report in a new window.  Ver    



Sobre os autores

Omar Abbosh
OMAR ABBOSH

Group Chief Executive,
Accenture Communications, Media & Technology

omar.abbosh@accenture.com

Omar Abbosh é responsável por 8 mil milhões de dólares do negócio da empresa, sendo responsável pelas plataformas digitais, media, telecomunicações, semicondutores e indústrias de consumo eletrónico.

Antes de ser nomeado para o seu cargo atual, Omar desempenhou o cargo de Chief Strategy Officer da Accenture, e orquestrou a transformação digital da própria Accenture, direcionando os principais negócios da empresa para os serviços Digital, Cloud e Security, que agora correspondem a 60% das receitas. Lançou e escalou com sucesso novos negócios, como a Accenture Security, e construiu a Arquitetura de Inovação da Accenture, incluindo o seu principal centro de inovação, em Dublin. A sua experiência e excelente relação com Silicon Valley permite que esteja na vanguarda das principais mudanças em várias tecnologias.

É membro do Global Management Committee da Accenture. Antes de ser nomeado para o cargo atual em setembro de 2018, foi Chief Strategy Officer durante mais de três anos, sendo responsável pela estratégia da organização, sua implementação, programas de inovação e investimento. Onde se incluem aquisições e parcerias, o The Dock, um centro de inovação de referência da Accenture, programas por indústria e a área de segurança da informação da Accenture.

Traz consigo 3 décadas de experiência para o cargo. Anteriormente, ocupou diversos cargos de direção, incluindo o de Senior Managing Director – da área de Growth & Strategy em Resources. Liderou a conta global de clientes em empresas multinacionais, em que deu suporte a executivos em questões estratégicas importantes para o negócio.

É formado em engenharia eletrónica pela Universidade de Cambridge e mestre em Business Administration pelo INSEAD.

LER MAIS >

LEIA MENOS >

Kelly Bissell
KELLY BISSELL

Senior Managing Director,
Accenture Security

kelly.bissell@accenture.com

Kelly lidera o setor de segurança, no valor de 2 mil milhões de dólares, em todos os setores da empresa. Nessa função, assegura o compromisso da Accenture em ajudar os clientes a desenvolver a ciber-resiliência e crescer com confiança num período em que o leque de ameaças é cada vez maior.

Kelly passou mais de 30 anos a elaborar soluções inovadoras e estratégicas para ajudar as organizações globais a enfrentar uma série de desafios complexos de segurança. Como expert em segurança, especializou-se na resposta a incidentes, e, gestão de identidade, privacidade e proteção de dados, desenvolvimento de software de segurança e gestão de riscos. Com o compromisso de ajudar os clientes a inovar com segurança, Kelly tem a visão de ajudar as organizações a incorporar segurança em tudo o que fazem.

Anteriormente, ocupou diversos cargos de liderança na Arthur Andersen, BellSouth (AT&T), Deloitte & Touche LLP, Medaphis, and McKesson. Durante a carreira, desempenhou quase todos os cargos em IT, desde developer, engenheiro de redes, diretor de data center, CISO, CTO and CIO.

Kelly é formado em Sistemas da Computação e Informação e mestre em Business Administraton pela Universidade Emory.

LER MAIS >

LEIA MENOS >

SUBSCREVER
Mantenha-se informado com a nossa newsletter Mantenha-se informado com a nossa newsletter