O analista de São Paulo Gabriel Crepaldi conta a sua história para comemorar o Dia da Celebração Bissexual:

"Sou uma pessoa bissexual e não-binária, tenho 25 anos e nasci em São Paulo. Hoje, faço o curso de engenharia civil na Universidade de São Paulo (USP), mas quando entrei na faculdade, morei durante um ano em Santos até me transferir para a capital paulista.

Sempre soube que era bissexual, apesar de negar isso para mim mesmo por muito tempo. Ao morar longe da minha família, me descobri cada vez mais, Nos ambientes festivos, me dei a chance para experimentar, conhecer e me relacionar com outras pessoas. Entre essas descobertas, percebi que o que me atraia em alguém não era o gênero e sim a pessoa e a relação que tinha com ela.

Família e educação tradicional

Como minha família é religiosa e estudei em colégio militar, esse assunto sempre foi um ponto bem delicado. Após esse tempo inicial para me entender e me aceitar, comecei a fazer mais amizades com pessoas LGBTQIAP+ no coletivo que fazia parte. Logo em seguida, me tornei coordenador do grupo e desenvolvi um projeto de diversidade para a faculdade. Alguns dos amigos que tinha  antes de me envolver com o coletivo, simplesmente me excluíram. Mas percebi que eles só não cabiam no meu novo eu.

Por isso, minhas amizades no coletivo foram essenciais para mim. Nesse processo de envolvimento com o coletivo, comecei a refletir que o que eu mais queria mudar na vida daquelas pessoas é que elas tivessem orgulho de quem elas são e pudessem expressar esse orgulho livremente, o que de certa forma eu não fazia. Então comecei a trabalhar esses assuntos com a minha família, com o apoio do meu namorado e, após uma retaliação por parte deles, eles foram aceitando com o tempo e hoje me respeitam 100%.

Assumir a bissexualidade

A importância de se assumir bissexual é principalmente estar bem consigo mesmo, poder ser quem você é sem precisar explicar e justificar suas atitudes. Queria inspirar outras pessoas para serem quem elas são, para que se expressarem livremente e se sentirem completas.

Dia de Celebração Bissexual

A importância está na nossa autoafirmação que, de certa forma atinge, um dos principais problemas da comunidade bi que é a invisibilidade, apagamento e esquecimento da nossa existência.

Preconceito da comunidade LGBTQIAP+

No meu caso, invalidam o fato de eu ser bissexual a todo momento. Antes, de me perguntarem sobre a minha orientação já que inferem que sou gay, mesmo sem ter falado isso.

Outro ponto é a pressão da sociedade para “escolher um lado”, sobre ser colocado em alguma “caixinha social”, seja do lado gay ou hétero. É importante lembrar aqui que bissexual não é meio “hétero” e meio “gay” e sim bissexual completo.

Não precisamos escolher nenhum dos lados, até porque não existem somente dois lados, nem duas caixinhas. São infinitas possibilidades e combinações que fazem as pessoas serem únicas.

Além disso, também existe o não pertenciamento na comunidade LGBTQIAP+ que é uma consequência das bifobias sofrida por nós. Muitos bis não são respeitados na comunidade LGBTQIAP+ e, por isso, não se sentem parte desses espaços, o que já aconteceu comigo.

Diversidade no DNA

Trabalhar em uma empresa que pratica ações de diversidade e inclusão é algo incrível. Melhor ainda é ver ações que não encontramos no mercado se tornando realidade. A diversidade está no DNA da Accenture. Afinal, não há inovação sem diversidade. Por sermos referência no tema, muito do que fazemos aqui inspira diversas empresas. Tudo isso só impacta positivamente nossa cultura e amplia o olhar de pessoas que não teriam a oportunidade de sair da sua bolha se trabalhassem na Accenture".

Fique conectado

Junte-se à nossa equipe

Busque oportunidades de emprego que correspondam às suas habilidades e interesses. Procuramos pessoas proativas, curiosas, criativas e que saibam trabalhar em equipe para encontrar soluções.

Mantenha-se atualizado

Fique informado com dicas que você poderá usar hoje mesmo sobre carreiras, perspectivas do pessoal interno e percepções de ponta setoriais - tudo vindo de quem trabalha aqui.

Fique conectado

Receba alertas sobre vagas, as últimas notícias e dicas do pessoal interno adaptadas às suas preferências. Veja quais oportunidades empolgantes e gratificantes o aguardam.

Veja todas
Subscribe to Accenture's Celebração bissexual: inspiração, visibilidade e autenticidade Blog Subscribe to Accenture's Celebração bissexual: inspiração, visibilidade e autenticidade Blog