RELATÓRIO DA PESQUISA

Em resumo

Em resumo

  • Para conseguirem competir e diferenciar-se na era pós-digital, as organizações têm de adotar novas tecnologias que estão em desenvolvimento.
  • Estas tecnologias serão importantes para promover mudanças num mundo em que todas as indústrias já possuem um grande conjunto de ferramentas digitais.
  • Esse conjunto de tecnologias chama-se DARQ: distributed ledger technology – DLT, inteligência artificial, extended reality - XR e quantum computing.


O mundo está a aproximar-se rapidamente da era pós-digital e os líderes terão de pensar mais além das transformações digitais que estão a ser levadas a cabo. Como, por si só, as capacidades de cariz digital já não são diferenciadoras, os líderes empresariais que se focam no futuro precisarão de ampliar o conjunto de tecnologias que usam para serem bem-sucedidos.

Isso implica que adotem um grupo de tecnologias que estão a ser desenvolvidas e que vão impulsionar as novas fases de inovação e crescimento. Mas concretamente, vão ter de dominar um conjunto de novas tecnologias denominadas DARQ: tecnologia de registo distribuído, inteligência artificial, extended reality e computação quântica.

O porquê de as DARQ serem importantes

As novas tecnologias têm sido sempre o catalisador da mudança. Porquê? Porque têm permitido, consistentemente, que as empresas tenham capacidades novas e extraordinárias à sua disposição. Cada uma das quatro tecnologias que compõem as DARQ serão usadas individualmente pelas empresas de todos os setores da economia para diferenciarem os seus produtos e serviços.

"A distributed ledger technology – DLT, inteligência artificial, extended reality - XR e quantum computing serão os próximos grandes catalisadores tecnológicos da mudança"

@PaulDaugh, Chief Technology & Innovation Officer – Accenture. #TechVision2019

Na verdade, as tecnologias que compõem as DARQ já estão as fazer a diferença nas várias indústrias. A inteligência artificial é essencial para a otimização de processos e para influenciar a tomada de decisão estratégica. A extended reality, uma tecnologia imersiva, cria formas completamente novas de as pessoas experienciarem e interagirem com o mundo que as rodeia. A tecnologia de registo distribuído é, talvez, mais conhecida pelas suas aplicações no domínio das criptomoedas. Contudo, estão a expandir redes e capacidades, eliminando a necessidade de terceiros confiáveis. A computação quântica, a tecnologia DARQ que ainda se encontra numa fase mais experimental, criará novas formas de encarar e resolver os problemas computacionais mais complexos.

No entanto, coletivamente, as tecnologias DARQ também vão impulsionar a inovação e proporcionar as oportunidades exclusivas da era pós-digital que se avizinha. À medida que o panorama, a nível empresarial, passar a ser caracterizado por uma combinação de nativos digitais e de empresas cujas transformações digitais já estão bastante avançadas, as DARQ tornarão possíveis inovações inimagináveis.

89%

das organizações já estão a levar a cabo experiências, usando uma ou mais tecnologias DARQ, pois preveem que as mesmas se irão tornar grandes fatores diferenciadores.

O que as DARQ vão permitir

De uma perspetiva histórica, quando conjuntos de tecnologias como estas convergem num curto espaço de tempo, desencadeiam grandes mudanças e permitem que as empresas reimaginem indústrias por completo. As DARQ terão o mesmo efeito revolucionário.

As empresas já têm noção do poder das DARQ. 89% das empresas estão atualmente a levar a cabo experiências, com uma ou mais tecnologias DARQ, pois preveem que as mesmas se irão tornar grandes fatores diferenciadores. Além disso, estão a aumentar significativamente o seu investimento nas tecnologias DARQ.

Apesar de a nível da sua adoção cada uma das tecnologias que compõem as DARQ se encontrar num patamar diferente, não há quaisquer dúvidas de que já surgiu a primeira vaga de empresas que usa as tecnologias DARQ como forma de se diferenciar. Quando o poder coletivo das DARQ se começar a fazer sentir, poderá ser tarde demais para quem ficar para trás, a nível da sua adoção, para conseguir recuperar o tempo perdido.

No mundo pós-industrial, as DARQ irão permitir que os líderes reimaginem o seu negócio. De forma a estar preparado para usufruir de todo o poder das DARQ, no futuro pós-digital, terá de iniciar hoje o seu caminho.



Paul Daugherty

CHIEF TECHNOLOGY AND INNOVATION OFFICER - ACCENTURE


Marc Carrel-Billiard

SENIOR MANAGING DIRECTOR - ACCENTURE LABS E EXTENDED REALITY


Michael Biltz

Managing Director — Accenture Technology Vision

MAIS SOBRE ESTE TEMA


Documentos de suporte

As cinco tendências abordadas no relatório deste ano refletem em paralelo as transformações digitais das empresas e das pessoas. O Technology Vision 2019 dá as boas-vindas às empresas para a nova era pós-digital.

Leitura completa

20 minutos de leitura

Relatório da pesquisa

Tenha acesso ao resumo, às cinco tendências e ao panorama geral. Descubra como o relatório deste ano se enquadra nas tendências tecnológicas que identificámos para os próximos três anos. Analise o Tech Vision completo.

RELATÓRIO COMPLETO

Em resumo

10 minutos de leitura

Resumo

O nosso resumo de dez minutos acerca das novas inovações e tendências que serão essenciais para os líderes, na era pós-digital que se avizinha.

VER

Slideshare

O mundo dos negócios está a passar por uma transformação digital. Contudo, as pessoas também estão a mudar e estão a desafiar as empresas a colaborarem com elas ou a adaptarem-se das mais variadas formas.

Conecte-se connosco

SUBSCREVER
Mantenha-se informado com a nossa newsletter Mantenha-se informado com a nossa newsletter