Inteligência artificial (IA), big data e blockchain são as três tecnologias que estão a ter maior impacto no sector financeiro, tendo alterado por completo a forma de as instituições bancárias analisarem os dados e processarem a informação, se relacionarem com os clientes, garantirem a segurança das transações por meios digitais e estudarem novos negócios. O trio de tecnologias permite operações mais rápidas, maior transparência e menos custos.

Para Diogo Silva, responsável de estratégia para a banca na Accenture, a tecnologia está a afetar de forma fundamental a atividade dos bancos, mas é preciso agilidade para evoluir para o digital. "Atualmente os bancos são intermediários de transferências eletrónicas, sendo que se os cidadãos adotarem as moedas digitais poderá existir desintermediação e subsequente perda de receita", começou por explicar. "Nisto, o posicionamento da banca está a ser o de abraçar a mudança e fazer também parte da solução através de novas propostas de valor e parcerias com fintechs, bem como projetos exploratórios dentro dos próprios bancos e com bancos centrais internacionais, com benefícios diretos à segurança de todos, como eliminar o anonimato associado ao dinheiro físico para reduzir atividades ilícitas", garantiu o consultor, na mesma sessão.

Jornal Económico | 26/02/2021 | Diogo Silva

Diogo Silva

Banking Strategy Lead – Accenture Portugal

MAIS SOBRE ESTE TEMA

Procurar ser melhor
GDPR: A data opportunity in disguise

SUBSCRIÇÃO
Mantenha-se informado com a nossa newsletter Mantenha-se informado com a nossa newsletter