RELATÓRIO DA PESQUISA

Em resumo

Em resumo

  • As finanças precisam de colaboradores com uma ampla variedade de competências, na medida em que as responsabilidades continuam a crescer.
  • Os CFOs adquiriram novas competências, criando uma diferença de conhecimentos face aos profissionais com menos experiência que deve ser colmatada.
  • As finanças vão tornar-se uma área em que muitos profissionais talentosos aspirarão trabalhar, pois continua a ser a função que promove o futuro.


Os CFOs têm a rara oportunidade de fazer evoluir o seu papel organizacional e criar um novo caminho para o futuro talento na área financeira. Na medida em que as responsabilidades continuam a crescer, também as competências e o conhecimento dos CFOs e potenciais colaboradores devem aumentar. Hoje, os CFOs exigem equipas com uma ampla gama de competências, desde a visualização de dados a um pensamento flexível.

Até agora, os executivos seniores de finanças têm adquirido competências a um ritmo mais acelerado que o departamento no seu conjunto. Isto criou uma diferença de conhecimentos na hierarquia organizacional que só está a aumentar com a velocidade da disrupção.

Não é a tecnologia ou os dados que está a limitar a velocidade da transformação na área das finanças – é a falta de pessoas que tenham as competências de análise de dados e tecnologia necessárias.

Previsão do futuro de finanças

Os futuros executivos de finanças devem estar prontos para inovar e analisar, reconhecendo o quanto são importantes para a execução da estratégia. Também vão precisar de comunicar com a restante organização e trabalhar em conjunto para potenciar ações decorrentes dos insights dos dados. Isto vai exigir uma excelente capacidade para não só comunicar, mas também para colaborar.

"O CFO continua a precisar de ser alguém em quem confiar para quebrar os preconceitos instituídos e tomar as decisões baseadas na honestidade e na razão. A diferença agora é que, até nas áreas financeiras, tem que haver interesse em TI."

– LARRY REINHOLD, Systemax

Boas notícias: os CFOs estão muito otimistas sobre o futuro do talento na área das finanças. Mais de 80% concordam que o trabalho no futuro será mais valorizado e relevante. Isto significa que os profissionais de finanças serão encorajados a desenvolver as suas próprias competências e terão um caminho claro para a progressão na carreira.

77%

dos CFOs dizem que nunca existiu fase melhor para ser um executivo financeiro

As vozes de amanhã

Os colaboradores são estimulados pelo que aí vem fruto da transformação digital: automação de tarefas monótonas e repetitivas, conjuntos de dados mais ricos e oportunos, acesso a modelos analíticos sofisticados e implementação de ferramentas de visualização avançadas. Combinados, estes elementos tornam as finanças uma das áreas mais interessantes, e com maior valor acrescentado, para trabalhar numa organização.

Vão surgir muitas oportunidades para os colaboradores de finanças crescerem e desenvolverem um conjunto de competências neste novo ambiente, onde as fronteiras entre finanças e os restantes departamentos da organização deixam de existir em prol da colaboração. À medida que as finanças se consolidam como a função que ativamente desbloqueia o futuro, é provável que seja uma área onde muitos mais profissionais talentosos ambicionem trabalhar.



Sobre os Autores

Steve Culp

Senior Managing Director – Accenture Enterprise Value, Finance and Risk


Dr. Christian Campagna

Senior Managing Director – Accenture Strategy, CFO and Enterprise Value


David Axson

Senior Strategy Executive Principal – Accenture CFO Strategies and CFO and Enterprise


Haralds Robeznieks

Senior Principal – Accenture Research

LEIA MAIS SOBRE ESTE TEMA


Subscrição newsletter
Mantenha-se informado com a nossa newsletter Mantenha-se informado com a nossa newsletter