Lisboa, 22 de julho de 2019 – A Accenture lançou recentemente o livro “Pivot to the Future: Discovering Value and Creating Growth in a Disrupted World”, que defende que a emergência de novas tecnologias, como a inteligência artificial, a realidade virtual e aumentada, o 5G e a computação quântica, requer que os negócios continuem a reinventar-se através de novas estratégias de gestão e de alocação de capital.

Da autoria de Omar Abbosh, group chief executive da área de Comunicações, Media & Tecnologia e anterior chief strategy officer na Accenture; Paul Nunes, global managing director da Accenture Research; e Larry Downes, senior fellow da Accenture Research e autor de vários best-sellers, o novo livro tem como base um estudo da Accenture realizado a milhares de empresas de 30 setores de atividade, a sua própria experiência de reinvenção enquanto organização líder global e a visão de mercado, fruto do trabalho que desenvolve com os seus clientes. “Pivot to the Future” oferece abordagens práticas para ajudar os líderes de negócio a tomar decisões estratégicas, audazes e diferentes que permitam desbloquear milhões de dólares no negócio core das empresas para serem aplicados na inovação disruptiva que poderá trazer melhores resultados no futuro.

“Os rápidos avanços da tecnologia estão a fazer com que os líderes repensem de que forma podem adaptar os seus negócios às tecnologias emergentes e aos novos mercados”, afirma Abbosh. “Neste livro, apresentamos uma linha de atuação estratégica para promover a inovação, que já foi comprovada por nós na Accenture, mas também por muitos dos nossos clientes. Esta estratégia é aplicável a qualquer empresa que queira ser bem-sucedida na era da disrupção tecnológica”.

Com mais de 100 case studies que mostram como as empresas mais prestigiadas do mundo estão a reinventar-se através de uma série de mudanças estratégicas, o enquadramento prático do livro revela como as organizações podem tirar o máximo partido dos seus negócios core através de investimentos estratégicos em novas tecnologias. O livro defende que as empresas podem potenciar o seu futuro se adotarem uma mentalidade de start-up, escalando os seus negócios à medida que as novas tecnologias e os mercados emergem.

Inovar por experiência própria

Este livro conta também a história de sucesso da própria Accenture: a rotação para o novo da empresa foi responsável por, em cinco anos, quase duplicar a capitalização bolsista para mais de 100 mil milhões de dólares. Reconhecendo que, no início da década de 2010, os serviços profissionais e de outsourcing estavam em curso para a comoditização, a Accenture investiu fortemente em cinco áreas digitais que estavam, na altura, em crescimento – interactive, mobile, analytics, cloud e cibersegurança – e tinham potencial para entregar mais benefícios aos clientes e gerar um maior crescimento para a empresa.

“Ficou extremamente claro que, na era digital, a tradicional transformação de negócios já não funciona”, afirma Paul Nunes, co-autor do livro. “Os líderes de negócio não necessitam de mais teorias sobre como inovar – necessitam antes de novo conhecimento e de um guia moderno que os ajude a que as suas empresas tenham um futuro mais lucrativo”.

Segundo Larry Crowne, também co-autor, “o feedback positivo da comunidade empresarial a nível global é muito interessante. O nosso livro oferece uma abordagem que permite colmatar a falha entre o que é tecnologicamente possível e como é que as tecnologias estão realmente a ser utilizadas atualmente. O livro ajuda os líderes a serem suficientemente corajosos para transformar as ameaças de hoje e de amanhã num crescimento sustentável, num compromisso com a reinvenção constante”.

“Pivot to the Future” recebeu uma aclamação prévia de executivos de topo, como o chairman da Best Buy, Hubert Joly, que afirmou que «cada empresa está à procura de se reinventar. O livro “Pivot to the Future” oferece conceitos, ideias e exemplos poderosos que podem ajudar a guiar estes esforços. É um “must-read” para qualquer executivo que necessite de ajuda nesta jornada».

Michael Dell, chairman e CEO da Dell Technologies, considera que, no livro, «os autores defendem fortemente que uma inovação bem-sucedida é um jogo a longo-prazo que requer constantes rotações para evoluir e mudar. “Pivot to the Future” é um livro que vai interessar, estimular e capacitar os líderes, ajudando-os a inovar de forma inteligente, para que estejam sempre preparados para o futuro».

O prefácio do livro foi escrito por Pierre Nanterme, antigo chairman e CEO da Accenture, que faleceu no início deste ano. “Este é, realmente, um tributo ao legado de Pierre”, afirma Abbosh. “Estamos satisfeitos por podermos contribuir com as receitas dos direitos autorais para o hospital Georges Pompidou, onde Pierre esteve internado”.

SUBSCREVER
Mantenha-se informado com a nossa newsletter Mantenha-se informado com a nossa newsletter