RELATÓRIO DO ESTUDO

Breve resumo

Breve resumo

  • Os trabalhadores estão se tornando o "profissional+" - empoderados por um novo conjunto de capacidades tecnológicas integradas às suas habilidades e conhecimentos.
  • O profissional+ tem capacidades surpreendentes, mas as empresas ainda insistem em recrutar, contratar e gerir a força de trabalho do passado.
  • Para que possam se desenvolver na era pós-digital, as organizações devem usar a tecnologia para fechar a lacuna da força de trabalho, fortalecendo uma cultura de aprendizagem contínua.


A transformação digital está chegando a todas as frentes de negócios, e a força de trabalho não ficará de fora. A tecnologia no ambiente de trabalho afeta os funcionários de todos os níveis. Os funcionários de hoje podem usar as tecnologias mais recentes para reinventar cargos existentes e encontrar formas completamente novas e inesperadas para se adaptarem e se desenvolverem na era pós-digital.

As tecnologias inovadoras estão transformando os funcionários em profissionais+: cada pessoa carrega consigo um conjunto de capacidades tecnológicas em constante evolução, além de seus conhecimentos, experiências e habilidades individuais.

"Hoje em dia, os funcionários são empoderados por suas habilidades e conhecimentos, bem como pelas capacidades alimentadas pela tecnologia. É o que chamamos de força de trabalho do "profissional+".

@MJBiltz, Managing Director – Accenture Technology Vision. #TechVision2019

A adaptação às necessidades do profissional+

À medida que as companhias seguem inovando, surgem cada vez mais vagas e cargos de trabalho imersos em tecnologia. Hoje em dia, toda função está se tornando uma função para o profissional+. E cada novo cargo criado no futuro será pensado para o profissional+ desde o início.

A colaboração crescente entre pessoas e a tecnologia cria novas oportunidades, além de apresentar novos desafios. As companhias de hoje ainda se esforçam para atender as necessidades da força de trabalho do passado, e essa falta de conexão com o novo se espalha pela organização como um todo.

As empresas acabaram criando sem querer uma nova divisão entre elas e suas forças de trabalho formadas por profissionais+. Para que possam liderar, as empresas precisam fechar essa lacuna, adaptando as estratégias tecnológicas que criaram a força de trabalho do futuro para atender as suas demandas.

A importância do fluxo de movimentos e conhecimento

As estratégias de busca de talentos das empresas estão fora de sintonia com as capacidades do profissional+. O profissional+ muda constantemente de cargo e de organização, a um ritmo muito mais intenso do que as formas tradicionais de busca de talentos. Além disso, os investimentos em treinamento e requalificação não estão dando conta da agilidade crescente dos funcionários.

Para ter sucesso, os líderes precisam repensar as formas de contratação e treinamento, além de adotar abordagens mais adequadas à adaptabilidade da força de trabalho do profissional+. Isso inclui a busca por novos talentos dentro da força de trabalho existente e uma melhor adequação do perfil do funcionário a novos cargos e oportunidades.

78%

dos executivos de áreas de negócios e de TI afirmam que a velocidade crescente dos funcionários aumentou a necessidade de requalificação em suas organizações.

Os profissionais+ estão dispostos a aprender e têm alta capacidade de adaptação. Os líderes interessados em explorar novas oportunidades e promover uma cultura de aprendizagem contínua estão investindo em plataformas de aprendizado e em estratégias que preparam os funcionários - e as empresas - para o futuro. Eles também estão reconhecendo que funcionários cada vez mais velozes significam uma distribuição crescente de conhecimento e que é necessário adaptar estratégias tecnológicas para levar a gestão de conhecimento para a era do profissional+.

Na guerra por talentos, os líderes estão reconhecendo que a característica mais importante de seus funcionários não é de onde vêm, mas o quão longe conseguem ir.

Tornar-se um profissional+ expandiu as capacidades da força de trabalho para além do que as empresas imaginavam até pouco tempo atrás. Esse é um dos maiores ganhos da era da transformação digital. As organizações podem recorrer a uma força de trabalho com um conjunto de habilidades em constante evolução para chegar à inovação em larga escala. É importante que haja um comprometimento em investir nesses profissionais+ para que se chegue ao novo futuro do trabalho.



Paul Daugherty

CHIEF TECHNOLOGY AND INNOVATION OFFICER – ACCENTURE


Marc Carrel-Billiard

DIRETOR EXECUTIVO SÊNIOR – ACCENTURE LABS E REALIDADE ESTENDIDA


Michael Biltz

DIRETOR EXECUTIVO – ACCENTURE TECHNOLOGY VISION

MAIS SOBRE ESTE TEMA


O que você precisa saber

As cinco tendências tecnológicas do relatório deste ano refletem as transformações digitais paralelas de empresas e pessoas. A Visão Tecnológica de 2019 dá as boas-vindas às empresas na nova era pós-digital.

Leitura profunda

20 minutos

Relatório completo

Veja a íntegra da nossa Visão Tecnológica, as cinco tendências e o panorama geral. Confira como a nova edição se encaixa na nossa perspectiva para as tendências tecnológicas nos próximos três anos. Conheça a nossa visão de ponta a ponta.

VIEW FULL REPORT

Tempo apertado?

10 minutos

Sumário Executivo

Um resumo da nossa visão da inovação tecnológica e das tendências essenciais para as empresas líderes diante da nova era pós-digital.

VIEW

SlideShare

Na medida em que os negócios se submetem à transformação digital, também as pessoas mudam e desafiam as empresas a trabalhar com elas ou a se adaptar de várias maneiras.

Conecte-se conosco

CENTRAL DE ASSINATURAS
Continue informado com nossa newsletter Continue informado com nossa newsletter