RELATÓRIO DA PESQUISA

Resumo

Resumo

  • Modernização em pagamento é uma oportunidade de US$ 300 bilhões, com 2,7 trilhões de transações migrando do dinheiro vivo para pagamentos eletrônicos em 2030.
  • Uma recente pesquisa da Accenture concluiu que 75% dos executivos de pagamentos concordam com a urgência em acelerar programas de modernização.
  • A COVID-19 acelera a disrupção em pagamentos à medida que sistemas alternativos ganham tração e abocanham o mercado.
  • A migração dos clientes para canais digitais abre uma grande oportunidade para bancos intensificarem a estratégia de transformação em pagamentos.


É hora de acelerar seu programa de modernização em pagamentos

Temos visto profundas disrupções—em todas as áreas—devido à COVID-19. No setor de pagamentos não é diferente. A pandemia acelerou a migração dos pagamentos em dinheiro para os digitais, e a modernização não mostra sinais de desaceleração. A Accenture prevê que quase 2,7 trilhões de transações, no valor de US$ 48 trilhões, migrem de dinheiro vivo para pagamentos digitais e com cartões na próxima década.

Esta é uma importante oportunidade para inovar.

Para compreender se os bancos estão prontos para se beneficiar dessa oportunidade, a Accenture entrevistou executivos sobre seus programas de modernização em pagamentos. Embora a maioria reconhecesse a importância de investir em tais programas, apenas alguns conseguiram destravar valor material com suas iniciativas.

7 entre 10

executivos concordaram que transformar o setor de pagamentos é um pilar importante de seus programas digitais.

13%

dos executivos disseram que suas instituições aumentaram as receitas de pagamentos nos últimos três anos em mais do que o crescimento médio do mercado, que é igual a 6%.

O desafio dos investimentos em pagamentos

Accenture identificou duas oportunidades-chave para bancos capturarem retorno de seus investimentos na modernização em pagamentos.

  1. Disrupção vs. Compliance – em vez de simplesmente reagirem às mudanças regulatórias, os bancos podem impulsionar disrupções ativamente. Isso envolve um completo redesenho das arquiteturas de pagamento mais do que implementar soluções pontuais reativamente.
  2. Coordenação vs. Fragmentação – Governança e modelos operacionais podem ser fragmentados e desordenados, resultando em investimentos parcelados em pagamentos. Ao contrário, procure resolver complexidades e ineficiências desnecessárias em suas arquiteturas de pagamentos.

Transformando pagamentos para valor e crescimento

Com a crescente pressão de concorrentes incumbentes e emergentes na arena de pagamentos, os bancos veem que é hora de intensificar sua transformação. Os clientes já estavam migrando para o digital, a pandemia apenas acelerou essa tendência. Há valor significativo em destravar pelos bancos que adotarem uma abordagem holística, coordenada e estratégica para modernizar suas arquiteturas de pagamentos inteiras. Identificamos quatro importantes passos nesta jornada:

Definir sua visão

Veja além de compliance e complexidade e estabeleça uma visão ampla que conte uma história focada no cliente sobre serviços e produtos.

Orçar com agilidade

Adote uma abordagem bottom-up para garantir que cada programa esteja adequadamente consolidado e monitorado.

Escolher as pessoas certas

É preciso ter as pessoas certas para fazer a mudança certa. Fraquezas em seu modelo operacional deverão ser resolvidas com uma governança eficiente e com a indicação dos líderes certos em RH.

Olhar para cloud

Substitua sistemas legados por plataformas modernas e flexíveis, como a nuvem e arquiteturas API.

Veja todas

Posicionar-se para a conquista duradoura

Bancos que dão um passo atrás para ver a big picture - e então focam em transformação de pagamentos orientada ao negócio - estarão mais bem posicionados para impulsionar valor duradouro.

À medida que você desenvolve sua estratégia de transformação em pagamentos, existem algumas perguntas que é bom considerar:

  • Você tem um plano de médio a longo prazo para investir, desinvestir e perseguir oportunidades de pagamentos emergentes?
  • Você está adotando uma abordagem ágil para o seu programa, uma que o deixe testar, aprender e escalar rapidamente?
  • Sua estratégia de pagamentos está alinhada à sua agenda geral de transformação do negócio?
  • Como você está balanceando a regulação da mudança com as necessidades dos clientes?
  • Com uma abordagem centrada no cliente, qual é sua visão para a sua transformação em pagamentos? O que irá diferenciá-lo e como isso pode ser monetizado?

Adoraríamos ouvir suas perguntas e comentários sobre nosso estudo "Modernização em pagamentos". Se desejar conversar sobre qualquer um dos temas abordados acima, pedimos que entre em contato; um dos nossos especialistas irá procurá-lo para uma conversa.

Há expressivo valor a ser liberado pelos bancos que adotarem uma abordagem holística, coordenada e estratégica para modernizar suas arquiteturas inteiras de pagamentos.

Sulabh Agarwal

Diretor Executivo – Global Payments


Alan McIntyre

Senior Managing Director – Banking


Luca Gagliardi

Director – Accenture Research, Payments Lead

MAIS SOBRE ESTE TEMA

Tendências de proliferação em pagamentos
Pagamentos com tecnologia distribuída em camadas
Quais pagamentos eram 'IIF': <span lang="en">Instant, invisible and free</span>

Conheça o time

CENTRAL DE ASSINATURAS
Continue informado com nossa newsletter Continue informado com nossa newsletter