Skip to main content Skip to Footer

ÚLTIMAS IDEIAS


A máquina na diretoria

Mais do que uma ferramenta do processo decisório, as máquinas inteligentes se tornam parceiras na direção dos negócios

VISÃO GERAL

Nos aproximamos da era em que a colaboração entre pessoas e máquinas inteligentes representa uma vantagem competitiva para os negócios. Foi-se o tempo em que os computadores eram meros assistentes. Atualmente, assumem um papel de parceria com a força de trabalho, incluindo sua presença marcante nos níveis mais altos da organização. Identificamos três maneiras pelas quais as máquinas inteligentes podem melhorar, e muito, o desempenho das equipes da diretoria: alterar a mentalidade de crescimento para uma mentalidade experimental, auxiliar na construção de uma estratégia e desafiar o status quo. Este é o futuro do trabalho nas organizações.

BAIXE “UMA MÁQUINA NA DIRETORIA” [PDF]

"Cerca de dois terços dos executivos entrevistados acreditam que as máquinas inteligentes serão utilizadas para elaborar e avaliar estratégias."

CONCLUSÕES CHAVE

As máquinas inteligentes deixam de ser assistentes e se tornam parceiras dos altos executivos das seguintes maneiras:

  • Ampliam a capacidade dos líderes de formular perguntas do tipo “e se...?” e também de explorar as opções que inicialmente pareçam complexas ou arriscadas.

  • As máquinas inteligentes têm o potencial de pensar sistematicamente. Cerca de dois terços dos executivos entrevistados acham que esse tipo de equipamento será utilizado na elaboração e avaliação de estratégias. As máquinas, por exemplo, serão capazes de detectar oportunidades de crescimento.

  • As máquinas inteligentes podem ser observadoras objetivas – até mesmo orientadoras – para os times, fazer perguntas difíceis, desafiar dogmas e revelar premissas equivocadas. Mais da metade dos executivos entrevistados acredita que computadores são indispensáveis para os processos decisórios baseados em fatos. Ainda que os fatos revelados e os padrões encontrados desafiem a sabedoria corrente e as formas tradicionais de se fazer as coisas.

RECOMENDAÇÕES

Para extrair os melhores benefícios das máquinas inteligentes, os executivos devem utilizá-las para:

  • Identificar as implicações de longo prazo das decisões de curto prazo. As máquinas inteligentes aprimoram o pensamento sistêmico para determinar as possíveis consequências das decisões.

  • Experimentar para revelar novas fontes de valor. As máquinas inteligentes podem, por exemplo, ser usadas para simular o impacto de grandes eventos, como a possível aquisição de um concorrente.

  • Aprimorar o pensamento crítico humano. Por um lado, as máquinas inteligentes podem ajudar a liderança a evitar os riscos mais comuns nos processos decisórios, como a tendência a aceitar o pensamento da maioria.

Saiba mais sobre a Accenture Strategy


Autores
Robert J. Thomas

Robert J. Thomas
Diretor Executivo – Accenture Strategy,
Talent & Organization

Mail to Robert J. Thomas. Isso irá abrir uma nova janela.
            . Connect with Robert J. Thomas' Profile on LinkedIn. Isso irá abrir uma nova janela.
Rouven Fuchs

Rouven Fuchs
Diretor Executivo – Accenture Strategy,
Talent & Organization

Mail to Rouven Fuchs. Isso irá abrir uma nova janela. Connect with Rouven Fuchs' Profile on LinkedIn. Isso irá abrir uma nova janela.

Ver Perfil

Yaarit Silverstone

Yaarit Silverstone
Diretora Executiva – Accenture Strategy,
Talent & Organization

Mail to Yaarit Silverstone. Isso irá abrir uma nova janela. Connect with Yaarit Silverstone's Profile on LinkedIn. Isso irá abrir uma nova janela.

Ver Perfil

SUGESTÃO DE CONTEÚDO