Skip to main content Skip to Footer

ÚLTIMOS PENSAMENTOS


O Futuro dos Aplicativos

As novas tecnologias aceleram o ritmo dos negócios, enquanto as abordagens de negócio e TI existentes ficam para trás. As empresas precisam redefinir o uso dos aplicativos.

Visão geral

A velocidade e o volume das mudanças tecnológicas têm alterado a estrutura de empresas, setores e sociedades inteiras. Uma pesquisa recente mostrou que dois terços dos executivos acham que sua organização tem sido abalada pela tecnologia da informação, e 72% concordam que sofrerão uma disrupção nos próximos 12 meses.

Ao mesmo tempo, os softwares são propulsores fundamentais para a diferenciação e a inovação. Eles representam o acesso a novos serviços e fontes de receita, experiências de cliente perfeitas e expansão para novos mercados. Os aplicativos redefinem todos os setores.

Um exemplo é Bill Ford, presidente executivo da Ford Motors Company, que prevê modelos de negócios radicalmente novos na indústria automotiva, na era dos veículos conectados. A companhia trabalha para deixar de ser apenas uma fabricante de hardware, e tornar-se também uma fornecedora de serviços movidos a software, que melhoram a segurança do consumidor e aumentam a eficiência do transporte.

Para serem bem-sucedidas em meio a esta disrupção,as companhias precisam mudar a forma como projetam, desenvolvem e usam seus softwares.

Cenário

O mundo dos negócios cada vez mais é amparado pela velocidade e pela utilização de softwares. Cedo ou tarde, todas as empresas serão pressionadas por essas duas realidades, passarão a considerar o potencial que elas trazem e, finalmente, se reinventarão. Uma nova abordagem em torno do uso destas aplicações é essencial e deve começar desde já. Enquanto alguns aspectos da tecnologia mudam muito rapidamente (redes sociais, mobilidade, Analytics e computação em nuvem,além dos wearable Technologies, crowdsourcing e a Internet das Coisas), os processos de negócios e aplicações ficaram para trás.

Em uma pesquisa recente da Forrester, somente 17% dos executivos de TI disseram conseguir acompanhar o ritmo dos negócios. A área de TI não é a única em dificuldades com a nova realidade. As empresas também se debatem com a velocidade das mudanças. Mais do que nunca, a estratégia de software precisa fazer parte da estratégia de negócios. Não é só uma questão de manter a vantagem competitiva, mas de sobrevivência.

Todo executivo deve fazer algumas perguntas importantes: o papel dos softwares é estratégico em minha empresa? Eles têm sido usados para trazer disrupção, criar mercados, atrair clientes e identificar oportunidades?

Conclusões-chave

O negócio de aplicativos muda a forma como as empresas operam e crescem. Os aplicativos deixaram de ser funções de apoio e tornaram-se direcionadores de estratégias e diferenciação competitiva, que podem permitir serviços totalmente inéditos para mercados novos ou existentes. O futuro dos aplicativos é um estímulo para empresas dispostas a desenvolver um novo modelo operacional de desenvolvimento de software e então mudar a forma de projetar, desenvolver e usar esses softwares.

Com a velocidade jamais vista das mudanças em tecnologia, no mercado e em setores inteiros, o sucesso exige respostas proativas às mudanças e aos efeitos disruptivos dos softwares em seu setor.

Criar aplicativos fluidos, por exemplo, exige mudanças na operação de TI, na colaboração entre TI e negócios e na forma como as empresas treinam seus líderes e administram as mudanças culturais. Aplicativos inteligentes incluem não só os avanços mais recentes na ciência de dados em automação e análises integradas, mas também autogestão e autoevolução dos aplicativos.

Aplicativos conectados exigem métodos totalmente novos de gestão para a Internet das Coisas e de criação de ecossistemas de parceiros de negócios e clientes, o que abre espaço para a empresa sem fronteiras. Na base disso tudo, está seu modelo operacional. Sua empresa tem o conhecimento tecnológico e os processos de planejamento necessários para estabelecer uma estratégia de negócio com software?

Os executivos de TI e de negócios precisam entender o que significa ser uma empresa movida a software, e como os aplicativos podem fomentar o crescimento, moldar novos mercados e atrair novos consumidores. É preciso que eles trabalhem juntos para orquestrar novas soluções de negócios. Quando a vantagem competitiva duradoura depende de software, ser um “seguidor rápido” pode não bastar. Você está pronto para assumir a liderança?