Skip to main content Skip to Footer

ÚLTIMAS IDEIAS


América Latina: Competências para o trabalho na era das máquinas inteligentes




As economias da América Latina estão na corrida para o mundo digital. Cada vez mais, as empresas da região usam Big Data Analytics para encontrar novas fontes de crescimento, aplicam recursos digitais para melhorar processos de negócio e instalam “máquinas inteligentes” para realizar tarefas de rotina. Isso tem o potencial de acelerar ganhos de produtividade e crescimento econômico, levando prosperidade a toda a região.

No entanto, a América Latina também precisa se preparar para o impacto dos avanços tecnológicos sobre o mundo do trabalho. Não há dúvida de que novos postos e funções aparecerão com o tempo. Porém, muitas posições existentes sofrerão transformações com a transferência de algumas tarefas para as máquinas inteligentes.



TRANSFORMAÇÃO DIGITAL RESPONSÁVEL

Uma transformação digital responsável inclui investimento nos trabalhadores. Um desafio de peso imposto pela grande transição que o mundo do trabalho começa a viver é a impossibilidade de prever quais serão os empregos do futuro e, portanto, preparar de antemão as pessoas para postos específicos.

No entanto, é possível observar uma evolução na demanda por competências. Habilidades sociais e cognitivas, fundamentais para todos os trabalhos, são cada vez mais requeridas. Enquanto isso, a mudança tecnológica faz com que a demanda por competências técnicas específicas mude a passos acelerados, forçando os trabalhadores a se atualizarem de forma permanente.

ova Taxonomia das Habilidades

GRANDES TENDÊNCIAS APONTAM CAMINHOS

Embora saibamos exatamente que trabalhos surgirão, grandes tendências sociais e econômicas em curso na América Latina apontam setores em que novas oportunidades devem ser criadas nos próximos anos e décadas.

Envelhecimento da população

Envelhecimento da população: A parcela da população latino-americana com mais de 65 anos de idade passará de 8% em 2015 para 14% em 2035. Isso criará demanda por mão de obra em serviços para a terceira idade, tanto na área médica como em outros setores. Exemplos incluem oportunidades para cuidadores, instrutores de exercícios físicos e trabalhadores que façam reformas e adaptações de residências.


Economia verde

Economia verde:Os latino-americanos são os cidadãos mais preocupados do mundo com as mudanças climáticas. A atenção das pessoas a questões ambientais gera um potencial significativo para trabalhos na “economia verde”. Além dos empregos na produção de energia renovável, haverá, por exemplo, demanda por instaladores de painéis solares e trabalhadores do setor da construção nos projetos de “cidades verdes”.


Economia do bem-estar

Economia do bem-estar: Nos últimos anos, os consumidores latino-americanos têm procurado cada vez mais uma alimentação saudável, programas relacionados ao bem-estar, como os oferecidos por academias, e métodos de transporte saudáveis, como a bicicleta. Essa tendência criará oportunidades de negócios e empregos em áreas como cultivo orgânico e cadeias de suprimento de alimentos orgânicos, preparo de refeições saudáveis, turismo rural, serviços para ciclistas e instrução em atividades como yoga e pilates.


Carreiras na área de tecnologia

Carreiras na área de tecnologia: O setor tecnológico também é uma fonte promissora de carreiras para os trabalhadores latino-americanos. Dependendo das competências que conseguirem desenvolver, os trabalhadores deslocados de tarefas rotineiras podem encontrar novas carreiras em áreas como a de reparos de computadores, desenvolvimento de software e gestão de centrais de dados.

NOVAS FORMAS DE APRENDIZADO

A aprendizagem experiencial é fundamental para ajudar os trabalhadores a desenvolver as competênciais humanas e outras habilidades fundamentais para a era das máquinas inteligentes. Já os treinamentos baseados em tecnologia, como os cursos abertos on-line (MOOCs), podem ser a chave de futuros empregos para trabalhadores em busca de adquirir ou atualizar competências técnicas específicas.

DESAFIO E OPORTUNIDADE

A tecnologia está mudando a forma como os empregos são definidos. Alguns especialistas apontam que ela vai redefinir a própria natureza do trabalho. Esse é um desafio para as economias do mundo todo, mas a América Latina está numa posição de relativa fraqueza para superá-lo, pois tem poucos trabalhadores altamente qualificados, e muitos em postos que podem ser automatizados facilmente.

Uma transformação digital responsável na região exige um esforço conjunto entre empresas, governos, e instituições que oferecem treinamento para garantir que a era das máquinas inteligentes seja usada para construir um futuro melhor para todos os latino-americanos.

CONTATO

Eduardo Plastino

Eduardo Plastino

Research Fellow – Accenture Research

Mail to Eduardo Plastino. Isso irá abrir uma nova janela. Connect with Eduardo Plastino's Profile on LinkedIn. Isso irá abrir uma nova janela.


Mariana Zuppolini

Mariana Zuppolini

Gerente – Accenture Corporate Citizenship

Mail to Mariana Zuppolini. Isso irá abrir uma nova janela. Connect with Mariana Zuppolini's Profile on LinkedIn. Isso irá abrir uma nova janela.


Matthew Govier

Matthew Govier

Diretor Executivo – Accenture Strategy

Mail to Matthew Govier. Isso irá abrir uma nova janela. Connect with Matthew Govier's Profile on LinkedIn. Isso irá abrir uma nova janela.