Skip to main content Skip to Footer

INSPIRAÇÃO


Dedicação e Aprendizado

Simone Frizzo, Diretora de Assuntos Tributários da Mercedes-Benz no Brasil

Depois de trabalhar 14 anos em consultoria de negócios, uma temporada de trabalho em Nova York despertou em Simone Frizzo o interesse para uma nova área. Agora à espera do primeiro filho, a executiva pondera sobre os elementos-chave para uma trajetória pessoal e profissional bem sucedida.

Quais os fatos no início da sua vida que você julga essenciais para a formação de sua personalidade?

Entendo que os elementos essenciais para a formação da minha personalidade foram minha família e a escola que estudei. Nestes dois ambientes, familiar e escolar, fui incentivada ao convívio com pessoas de diversas origens e classes sociais, que sempre estimularam a curiosidade e o senso crítico e desenvolveram minha consciência em relação à nossa participação na comunidade que estamos inseridos. Estes estímulos me ajudaram a ter maior flexibilidade ante a mudanças, a trabalhar em equipe e sempre buscar aprimorar a qualidade do trabalho que realizo com minha equipe.

"Entendo que os elementos essenciais para a formação da minha personalidade foram minha família e a escola que estudei."

Poderia nos explicar qual o principal fator que a fez escolher a carreira tributária?

O acaso. Recém-formada, vi um anúncio para os programas de trainee de duas consultorias. Como sentia que ainda era bastante inexperiente, achei que um programa de trainees faria com que a transição entre estudante e profissional fosse mais suave. Mas confesso que não sabia bem o que esperar. Fui contratada para a área fiscal, adorei a matéria e o ambiente corporativo e assim comecei minha carreira na área.

O que é essencial para uma mulher ser bem sucedida no seu setor de atuação? Quais os atributos que julga primordiais para motivar e liderar pessoas?

Dedicação e conhecimento, pois ainda é cobrado da mulher mostrar muita competência para chegar em posições executivas. Uma vez nesta posição, para motivar e liderar pessoas, acredito ser primordial ter empatia, visão estratégica e se atentar para a comunicação. Colocar-se verdadeiramente no lugar do outro e entender seus pontos fortes e limitações permitirá obter o melhor do seu time. A visão estratégica é necessária para alinhamento acerca da forma de trabalhar e o objetivo que se pretende atingir com o time. Comunicação é o calcanhar de Aquiles da maioria dos líderes e sempre há espaço para melhorar.

"Colocar-se verdadeiramente no lugar do outro e entender seus pontos fortes e limitações permitirá obter o melhor do seu time."

Você optou por sair do segmento de consultoria e passar para a indústria automotiva. O que a motivou realizar uma mudança tão significativa?

Passei 14 anos em consultoria e sou muito grata pelo aprendizado e oportunidades de carreira. Numa destas oportunidades fui head do desk brasileiro em Nova York e lá participei de um grupo que tratava da análise fiscal para supply chain. Achei muito interessante esta abordagem mais completa e fiquei bastante interessada em entender as cadeias produtivas mais a fundo. Neste momento, recebi a proposta da Mercedes-Benz e achei que seria uma ótima oportunidade de aprendizado sobre um tema que já tinha bastante interesse.

Com a espera do seu primeiro filho, o que você imagina que mudará na maneira como enxerga a sua vida pessoal? E a sua profissão?

Sim, estou bem animada. Acho que será o meu maior desafio, pela responsabilidade e sentimentos envolvidos. Quanto ao trabalho, certamente minha disponibilidade será menor, e precisarei encontrar formas de ser mais eficiente. A sorte é que, hoje em dia, temos a tecnologia para trabalhar a nosso favor e empresas mais conscientes da necessidade de apoiar a formação de família. Neste aspecto, tenho grande apoio na Mercedes-Benz, o que é importante para que eu possa me dedicar a um período tão importante.