Skip to main content Skip to Footer

Ideias cada vez mais reais

Tirar do papel, por iniciativa própria, uma ideia que transforma o dia a dia do cliente. Conheça a história de Rodrigo Custodio e descubra como um simples email sobre design thinking despertou sua curiosidade sobre o tema

Accenture-Real-Ideas

Curioso por natureza, Rodrigo Custódio, consultor na Accenture Consulting, não conhecia o Design Thinking até o dia em que recebeu uma comunicação por e-mail sobre o tema. Já no primeiro contato, a identificação foi imediata. “Sou muito curioso e quando algo me interessa, procuro saber como posso trazer isso para o meu dia a dia. Com o Design Thinking, não foi diferente”, afirma.

Segundo Rodrigo, o que mais chamou atenção no Design Thinking foi a maneira de pensar focado no usuário. Depois de estudar os materiais disponíveis on-line, ele decidiu se matricular em um curso de imersão sobre o tema em uma escola especializada nessa abordagem. Após a imersão, entendeu que a mudança de mindset passaria a ser fundamental para levar o novo aos clientes da Accenture. Por conta disso, Rodrigo conversou com líderes da sua área sobre a possibilidade de ministrar um workshop sobre o tema para todo o time, desde analistas até senior manager e MDs. A iniciativa serviu para introduzir o tema na rotina de trabalho do time.

“A resposta foi a melhor possível. Recentemente, um colega me contou que o conhecimento de Design Thinking foi decisivo para que ele conseguisse ser alocado em um projeto importante. Isso foi muito gratificante”, conta Rodrigo, que já trabalha em uma nova versão do workshop para ser aplicada no cliente.

Além de utilizar o Design Thinking em seu trabalho na Accenture, Rodrigo também aplica a metodologia em um projeto social de mentoria onde ajuda novos empreendedores sobre visão de negócio e inovação, que é desenvolvido fora da empresa.

“O Design Thinking me ensinou bastante sobre a importância da colaboração. Consigo ajudar as pessoas, seja aqui na Accenture ou no meu projeto de mentoria, a ver os desafios de forma mais ampla com foco no usuário. O melhor de tudo isso é poder ajudar o outro a crescer e se desenvolver”, afirma.