Executivos de diferentes setores do mundo todo subestimam o poder disruptivo da tecnologia 5G, revela estudo da Accenture (NYSE: ACN). O relatório, feito com base em respostas de mais de 1.800 executivos de empresas de médio e grande porte em 10 países, mostra que a maioria (53%) acredita que o 5G possibilitará "bem poucas" coisas além do que já se pode fazer com as redes 4G. Apenas 37% esperam que o 5G traga mudanças "revolucionárias" em termos de velocidade e capacidade.

Ao mesmo tempo, os executivos reconhecem que a tecnologia tem implicações competitivas importantes. Ao todo, 60% dos executivos acreditam que o 5G irá atingir praticamente todas as pessoas até o ano de 2022, e 70% esperam ter uma margem competitiva maior com seus clientes por causa das aplicações 5G. Quando o assunto é velocidade, 46% dos entrevistados esperam que o 5G tenha um impacto "significativo", enquanto 42% esperam o mesmo impacto na capacidade de suas redes.

"Na verdade, o 5G trará uma onda relevante de conectividade, que abrirá novas dimensões para inovação e desenvolvimento comercial e econômico", explica George Nazi, líder global da prática de Network da Accenture. "Revoluções em vídeos 3D, televisão imersiva, carros autônomos e infraestrutura para cidades inteligentes trarão oportunidades difíceis de imaginar hoje em dia, mas que, em pouco tempo, serão transformadoras. As empresas de telecom terão um papel central na hora de transformar essas perspectivas em realidade."

O papel das empresas de Telecom

Entre os executivos entrevistados, 72% precisam de ajuda para imaginar as possibilidades futuras e os diferentes usos do 5G. Já 40% citaram que as empresas de telecom estão entre os principais prestadores de serviços com quem planejam fechar parcerias em suas jornadas 5G. Ainda assim, 60% dos entrevistados admitem falta de conhecimento entre os prestadores de serviços de comunicação sobre os desafios que seus setores terão que enfrentar, como por exemplo as diferentes formas de aplicação da tecnologia 5G para inovar em cada um deles.

Os executivos também citaram uma série de barreiras percebidas para a adoção do 5G, incluindo o investimento inicial (mencionado por 36% dos entrevistados), segurança (32%) e apoio dos funcionários (29%). Se para 78% dos executivos o uso do 5G no ambiente de trabalho tornará seus negócios mais seguros, 32% têm dúvidas sobre os riscos da nova tecnologia.

Para Anders Lindblad, líder da Accenture para as indústrias de Comunicação e Mídia na Europa, "apesar da lacuna de conhecimento, líderes de negócios estão empolgados em relação aos ganhos de valor que o 5G poderá proporcionar às suas empresas. No momento, esse valor está retido por conta da percepção de riscos e inseguranças em torno do 5G, mas poderá ser acessado pelas empresas que compreenderem as necessidades de seus clientes, puderem vencer as barreiras de adoção e alavancarem a colaboração entre os prestadores de serviços".

Outros dados do estudo:

  • As percepções sobre o 5G variam de acordo com o setor, com mais da metade (53%) dos executivos do setor de energia afirmando que o 5G terá um impacto revolucionário por causa da capacidade de chegar a novos lugares - como áreas remotas e inóspitas -, contra apenas 41% de todos os executivos entrevistados.
  • O setor público/governamental tem o menor índice de percepção do 5G. Para 59% dos entrevistados, ele será 10 vezes mais rápido do que o 4G, contra 67% dos outros entrevistados. Além disso, apenas 66% dos executivos da área governamental, contra 78% no geral, acreditam que o uso do 5G para conectividade no local de trabalho tornará as empresas mais seguras.

Para saber mais sobre a prática de Communications & Media da Accenture, bem como sobre nossas capacidades em 5G, acesse: https://www.accenture.com/telecoms e http://accenture.com/accelerate5G.

Metodologia

A Loudhouse Research conduziu uma pesquisa online, a pedido da Accenture, com 915 tomadores de decisão da área de TI e 913 tomadores de decisão da área de negócios em 12 setores da indústria nos Estados Unidos, Reino Unido, Espanha, Alemanha, França, Itália, Japão, Singapura, Emirados Árabes Unidos e Austrália. A pesquisa e modelagem de dados relacionada quantificam as percepções sobre o conhecimento da indústria e dos funcionários sobre o 5G e o impacto potencial em seus negócios e suas vidas, respectivamente. As entrevistas online foram realizadas entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019.

Sobre a Accenture

A Accenture é uma empresa líder global em serviços profissionais, com ampla atuação e oferta de soluções em estratégia de negócios, consultoria, digital, tecnologia e operações. Combinando experiência ímpar e competências especializadas em mais de 40 indústrias e todas as funções corporativas – e fortalecida pela maior rede de prestação de serviços no mundo – a Accenture trabalha na interseção de negócio e tecnologia para ajudar companhias a melhorar seu desempenho e criar valor sustentável para seus stakeholders. Com 469 mil profissionais atendendo a clientes em mais de 120 países, a Accenture impulsiona a inovação para aprimorar a maneira como o mundo vive e trabalha. Visite www.accenture.com.br 

Informações para a imprensa:

Viviane Laubé
bcw | burson cohn & wolfe
(11) 3040-2397
viviane.laube@bcw-global.com

Mônica Baldani
bcw | burson cohn & wolfe
(11) 3040-2390
monica.baldani@bcw-global.com

Ligia Carvalho
bcw | burson cohn & wolfe
(11) 3040-2403
ligia.carvalho@bcw-global.com

CENTRAL DE ASSINATURAS
Informe-se por meio da nossa newsletter Informe-se por meio da nossa newsletter