Skip to main content Skip to Footer

ÚLTIMOS ESTUDOS


CEO Briefing Angola 2015: Perspectivas económicas e estratégicas dos executivos angolanos

Em parceria com The Economist

APRESENTAÇÃO


O estudo CEO Briefing 2015, realizado pela Accenture Strategy em parceria com o The Economist Intelligence Unit, traduz a perspectiva dos executivos angolanos sobre a evolução da economia e o respectivo impacto nas suas organizações. De entre os mais de 1.400 executivos de topo inquiridos, de 32 países e 25 indústrias, encontram-se 30 angolanos.

O estudo pretende explorar a estratégia de expansão e de investimento das empresas angolanas, bem como os desafios para o futuro. O preço do petróleo representa uma apreensão por parte dos executivos, em relação à economia local e global. Quando o foco é a estratégia digital, as organizações angolanas afirmam-se alinhadas com os principais desafios digitais – satisfazer novas necessidades dos clientes, competir com novos players e melhorar a agilidade operacional.

A confiança em relação ao futuro dos seus sectores e das suas organizações é uma constante na maioria dos inquiridos, mostrando-se no entanto preocupados quanto à evolução da economia mundial e local.

DOWNLOAD THE FULL REPORT [PDF, 1.4 MB]

PRINCIPAIS MÉTRICAS

Apenas 3% dos inquiridos acredita numa evolução favorável da economia mundial. Este valor surge em oposição a 60% dos inquiridos a nível global que se mostram optimistas. A expectativa de evolução da economia local é semelhante, uma vez que apenas 20% dos inquiridos angolanos se mostra optimista.

No entanto, o futuro das organizações é visto com optimismo, sendo que 94% dos inquiridos esperam aumentar receitas e 97% aumentar os lucros. 73% prevêm uma redução nos custos e 67% estão empenhados em aumentar a força de trabalho. O crescimento previsto será orgânico e através de modelos totalmente controlados. Na possibilidade de realizarem investimentos extra orçamento, 30% priorizam a redução de custos.

Perspetivas para o futuro das organizações em Angola

O aumento da agilidade (60%), a inovação nos produtos (50%) e a redução de custos (43%) são as alavancas de competitividade identificadas pelos executivos angolanos. Por outro lado, as preocupações dos executivos angolanos prendem-se com a volatilidade do preço das commodities e com a dificuldade em atrair e reter talento.

O investimento no digital é visto como uma oportunidade, 57% dos executivos angolanos admite apostar em oportunidades de crescimento e novas formas de chegar aos clientes, valor alinhado com o verificado a nível global (61%).

Alavancas de competitividade identificadas pelos executivos angolanos

CONCLUSÕES

O optimismo dos executivos angolanos em relação ao futuro das suas organizações é positivo, em contraste com as suas expectativas de evolução da economia local e mundial que são baixas. 97% dos executivos está optimista em relação à industria que representa, graças ao empenho no aumento de lucros e receitas.

A melhoria da posição competitiva assenta na inovação (57%), na redução de custos (49%) e na melhoria do serviço ao cliente (46%). O aumento da força de trabalho é um dos objectivos dos executivos angolanos (67%) em oposição a 58% dos executivos a nível global.

O aumento total do investimento centrará o principal foco nas infra-estruturas físicas e tecnológicas, por outro lado o investimento em capital humano surge como ultima prioridade para os executivos angolanos. O investimento nos mercados locais é uma certeza para executivos angolanos e executivos a nível global.

Uma pequena percentagem espera aumentos significativos da concorrência na sua indústria (23%), quer graças à entrada de novos players (37%), pela pressão sobre os preços (50%), pelo lançamento de produtos e serviços inovadores (40%) ou por alterações aos modelos de negócio (17%).

57% dos inquiridos angolanos admite investir no digital e espera que este investimento, em conjunto com novos modelos de negócio, lhe permita chegar mais eficientemente ao cliente.


 

Contactos

Paulo Dinis

Paulo Dinis

Director-geral da Accenture Angola

Connect with Paulo Dinis' Profile. This opens a new window.
Marisa Domingues

Marisa Domingues

Directora Sénior responsável pela Accenture Strategy em Angola

Connect with Paulo Dinis' Profile. This opens a new window.